Arquivos para categoria: Mundial Juvenil de Handebol Masculino

319087_722902_image_web_

O Brasil encerrou com um bom desempenho a participação no Mundial Juvenil Masculino de Handebol, nesta quinta-feira (17), na Geórgia. A equipe venceu os donos da casa, no jogo que valia o 19° lugar, por um amplo placar: 32 a 23 (16 a 14 no primeiro tempo). A posição final da equipe na competição não foi a planejada, porém, conforme ressalta a comissão técnica, o campeonato foi muito importante para o ganho de experiência dos atletas.

Com relação à partida, o treinador Washington Nunes, disse que a equipe teve dois momentos, o de um primeiro tempo bem inconstante e um segundo com bastante foco. “A equipe no primeiro tempo teve um nível de concentração muito baixo. Cometemos muitas falhas defensivas e o jogo ficou bastante equilibrado e com dificuldade de planejar as ações de ataque e defesa”, contou.

“Na segunda parte conseguimos modificar totalmente esse cenário. Eles voltaram mais concentrados, fizeram ações mais interessantes e cumpriram a proposta de jogo como combinado, com um trabalho defensivo muito bom. Conseguimos sair no ataque, terminando essa partida com uma diferença de gols que imaginávamos que poderíamos ter contra esse adversário”acrescentou Washington.

Ele destaca o crescimento da equipe ao longo do campeonato, jogando de igual para igual com países de grande tradição na modalidade e ressalta que foi uma grande experiência para os atletas. “Dentro do projeto que temos, sempre buscamos situações em que hajam aprendizagem. Espero que para esses meninos, esse campeonato tenha servido para trabalhar com mais intensidade para futuramente podermos colher frutos. Acho que a participação do Brasil poderia ter sido melhor, não fosse na primeira fase o jogo bem equilibrado com a Coreia. Poderíamos ter jogado oitavas de final, mas acho que dentro do que pudemos competir nos últimos jogos, mostramos evolução e isso nos deixa bem satisfeitos”, concluiu o técnico.

Gols do Brasil – Tarcísio (12), Gustavo (6), Marcos (3), Guilherme Torriani (3), Pedro (2), Ronaldo (2), Maycon (2), Edney (1) e Allefer (1).
Programação – grupo C
*Horario de Brasília
Terça-feira (8)
Croácia 30 x 30 Portugal
Polônia 26 x 22 Argentina
Coreia do Sul 35 x 33 Brasil
Quinta-feira (10)
Portugal 30 x 28 Argentina
Coreia do Sul 33 x 31 Croácia
Polônia 29 x 25 Brasil
Sexta-feira (11)
Croácia 33 X 28 Polônia
Argentina 17 X 22 Brasil
Portugal 33 x 24 Coreia do Sul
Domingo (13)
Argentina 27 x 44Coreia do Sul
Brasil 24 x 40 Croácia
Polônia 22 x 24 Portugal
Segunda-feira (14)
9h – Polônia x Coreia do Sul
Brasil 27 x 26 Portugal
13h – Croácia x Argentina
Presidents Cup
Quarta-feira (16)
Brasil 26 x 27 Sérvia
Quinta-feira (17)
Brasil 32 x 23 Geórgia

Anúncios

319015_722731_image_web_

O Brasil fez mais um jogo bastante equilibrado pelo Mundial Juvenil Masculino de Handebol, realizado na Geórgia. Contra a Sérvia, a equipe levou o placar gol a gol todo o tempo, mas acabou sendo superada por 27 a 26 (13 a 13 no primeiro tempo).

O resultado leva o time verde e amarelo a disputar a 19ª posição do campeonato. Os próximos adversários serão os donos da casa, que hoje perderam para a Noruega. A partida está marcada para esta quinta-feira (17), às 2h30 (horário de Brasília).

O técnico Washington Nunes afirma que o Brasil teve uma boa postura durante a partida. “Tivemos um jogo bastante competitivo. A postura de competição foi boa, mas o ataque teve muita dificuldade. Eles abriram uma parcial de 5 a 1. A partir daí, passamos a jogar com dois pivôs e sete atletas em quadra, conseguimos equilibrar e empatar. Na segunda parte conseguimos continuar com esse projeto e foi funcional, até termos uma superioridade de dois gols. Só que alguns erros de finalização foram vitais para que mantivéssemos o placar à frente.”

Ele conta que o final do jogo foi crucial para o resultado. “Nos últimos dez minutos tivemos algumas dificuldades em jogar sete contra seis e voltamos ao seis contra seis. Criamos alternativas importantes. Perdemos bolas fáceis como tiros de sete metros, bola de contra-ataque e uma bola na ponta que poderia ter levado a disputa para os sete metros”, acrescentou.

Para o técnico, mesmo a equipe não tendo conseguido alcançar um resultado melhor no campeonato, o aprendizado que os atletas levarão para casa conta muito. “Mais uma vez afirmamos que a ideia é fazer com que esses meninos ganhem maturidade. Acho que hoje foi um bom dia. Jogamos contra um grande da Europa e competimos bem. Evidentemente ninguém está satisfeito por ter pedido a partida, mas levando em conta que nosso objetivo é fazer com que os meninos aprendam, hoje foi um bom aprendizado. Não vamos disputar a posição que queríamos, mas vamos jogar tudo contra a Geórgia para garantir o 19° lugar”, finalizou.

Gols do Brasil – Leandro (7), Guilherme Torriani (7), Pedro (6), Guilherme Moraes (2), Edney (1), Gustavo (1), Tarcísio (1) e Maycon (1).

Programação  e resultados – grupo C
*Horario de Brasília
Terça-feira (8)
Croácia 30 x 30 Portugal
Polônia 26 x 22 Argentina
Coreia do Sul 35 x 33 Brasil
Quinta-feira (10)
Portugal 30 x 28 Argentina
Coreia do Sul 33 x 31 Croácia
Polônia 29 x 25 Brasil
Sexta-feira (11)
Croácia 33 X 28 Polônia
Argentina 17 X 22 Brasil
Portugal 33 x 24 Coreia do Sul
Domingo (13)
Argentina 27 x 44Coreia do Sul
Brasil 24 x 40 Croácia
Polônia 22 x 24 Portugal
Segunda-feira (14)
9h – Polônia x Coreia do Sul
Brasil 27 x 26 Portugal
13h – Croácia x Argentina
Presidents Cup
Quarta-feira (16)
Brasil 26 x 27 Sérvia
Quinta-feira (17)
2h30 – Brasil X Geórgia

318871_722389_image_web_

O Brasil fechou a fase classificatória do Mundial Juvenil Masculino de Handebol, nesta segunda-feira (14), com uma boa vitória sobre Portugal. O placar finalizado em 27 a 26 (14 a 12 no primeiro tempo) refletiu o equilíbrio da partida, mas apesar da pouca diferença, a Seleção verde e amarela conseguiu ter o domínio do jogo o tempo todo.

Mesmo com o resultado positivo, os brasileiros terminaram em quinto lugar na primeira etapa do Mundial disputado na Geórgia e não conseguiram avançar para as oitavas de final. A equipe irá disputar a Presidents Cup e pode terminar de 17° a 20° lugar. O próximo confronto será contra a Sérvia, na quarta-feira (16), às 4h45 (horário de Brasília).

O técnico Washington Nunes fez uma boa avaliação do confronto de hoje. “A partida foi bem competitiva. Os meninos entraram com uma concentração bem alta e com uma disciplina tática que pedíamos desde o início da competição”, destacou. “Portugal fez uma campanha excelente na primeira fase. Estava para fechar como primeiro do grupo. Hoje foi o nosso melhor dia defensivo e conseguimos criar situações para dificultar a entrada na nossa defesa. O fato de jogarmos bem defensivamente nos deu muitas interceptações de bola e fizemos muitos gols de contra-ataque. Isso nos possibilitou jogar equilibradamente, mas sempre à frente no placar. Portugal teve dificuldade de jogar dessa forma”, continuou.

Ele conta que, no segundo tempo, a equipe conseguiu segurar a partida da mesma forma, sem deixar o ritmo cair. “Na segunda parte, a concentração continuou igual. No ataque, fizemos boas concessões e com um bom volume de finalização. No final da partida, eles fizeram uma defesa avançada e com pressão, mas soubemos administrar bem, já com o sétimo jogador em quadra, e fazer um gol importante para fechar o jogo a nosso favor”, finalizou.

Gols do Brasil – Gustavo (5), Guilherme Moraes (5), Pedro (3), Higor (3), Guilherme Torriani (3), Edney (2), Leonardo (2), Maycon (2), Tarcísio (1) e Paulo Vinícius (1).
Programação – grupo C
*Horario de Brasília
Terça-feira (8)
Croácia 30 x 30 Portugal
Polônia 26 x 22 Argentina
Coreia do Sul 35 x 33 Brasil
Quinta-feira (10)
Portugal 30 x 28 Argentina
Coreia do Sul 33 x 31 Croácia
Polônia 29 x 25 Brasil
Sexta-feira (11)
Croácia 33 X 28 Polônia
Argentina 17 X 22 Brasil
Portugal 33 x 24 Coreia do Sul
Domingo (13)
Argentina 27 x 44Coreia do Sul
Brasil 24 x 40 Croácia
Polônia 22 x 24 Portugal
Segunda-feira (14)
Polônia 28 x 38 Coreia do Sul
Brasil 27 x 26 Portugal
13h – Croácia x Argentina
Quarta-feira (16)
Presidents Cup
4h45 – Brasil X Sérvia

318823_722310_image_web_

O Brasil não conseguiu passar pela forte equipe da Croácia, neste domingo (13), no Mundial Juvenil Masculino de Handebol. O placar terminou 40 a 24 (18 a 13 no primeiro tempo) para os croatas. Agora, os brasileiros têm apenas mais uma partida pela fase classificatória, amanhã, às 11h, contra Portugal.

Com um jogo muito duro imposto pelos croatas, a equipe brasileira teve que lutar desde o início, mas conseguiu emplacar também algumas ações para equilibrar o jogo ainda no primeiro tempo. Porém, na segunda metade da partida, as dificuldades aumentaram e os adversários acabaram ampliando bastante a diferença.

“A primeira parte foi bem competitiva. Conseguimos acertar o sistema defensivo 5:1. Eles tiveram dificuldade em atacar e nós pudemos propor um jogo de ataque bem consistente. Nos 20 minutos do primeiro tempo tentamos empatar, mas depois com alguns erros de finalização, eles abriram um pouco. Voltamos com a mesma proposta para o segundo tempo e, de certa forma, conseguimos competir novamente até os dez minutos. A partir daí a concentração diminuiu. Houveram muitos erros de fundamentos, o que foi muito grave. Aí, a Croácia conseguiu fazer o que faz muito bem, que é o contra-ataque. Em parte do jogo os meninos estavam com pressa de jogar. Eles quiseram fazer definições rápidas, o que provocou mais transição da Croácia. Então, tivemos uma segunda parte bastante baixa de qualidade e não conseguimos competir bem”, explicou o técnico Washington Nunes.

O treinador lamenta o fato da equipe não conseguir a classificação para a segunda fase. “É uma pena, pois se tivéssemos saído com a vitória no jogo da Coreia, poderíamos ter tido mais chance na competição. Uma pena também a primeira parte com a Polônia, pois se tivéssemos jogado como o segundo tempo, tínhamos bastante chance de competir e classificar”, disse.

Mesmo abatida pelo resultado de hoje, a equipe pretende voltar a dar tudo de si amanhã contra Portugal, que é líder do grupo C, do qual o Brasil faz parte. “Nos resta uma partida nessa fase. Vamos trabalhar para ganhar amanhã, que é o nosso objetivo. É continuar trabalhando porque esse é um dos motivos da nossa vinda a esse Mundial. Fazer com que os meninos aprendam, cresçam, amadureçam para que possam ser o futuro do handebol brasileiro. Eles fizeram um bom caminho, um bom trabalho e esperamos ainda deixar o Brasil na melhor posição que puder dentro do campeonato agora. Amanhã vamos encarar o jogo com bastante seriedade, com compromisso alto e na próxima partida vamos tentar buscar o melhor”, finalizou Washington.

Gols do Brasil – Gustavo (5), Guilherme Torriani (5), Pedro (3), Leonardo (3), Ronaldo (3), Maycon (2), Edney (1), Tarcísio (1) e Higor (1).

Programação – grupo C
*Horario de Brasília
Terça-feira (8)
Croácia 30 x 30 Portugal
Polônia 26 x 22 Argentina
Coreia do Sul 35 x 33 Brasil
Quinta-feira (10)
Portugal 30 x 28 Argentina
Coreia do Sul 33 x 31 Croácia
Polônia 29 x 25 Brasil
Sexta-feira (11)
Croácia 33 X 28 Polônia
Argentina 17 X 22 Brasil
Portugal 33 x 24 Coreia do Sul
Domingo (13)
Argentina 27 x 44Coreia do Sul
Brasil 24 x 40 Croácia
Polônia 22 x 24 Portugal
Segunda-feira (14)
9h – Polônia x Coreia do Sul
11h – Brasil x Portugal
13h – Croácia x Argentina

318534_721657_image_web_

O Brasil parte para o segundo desafio do Mundial Juvenil Masculino de Handebol, nesta quinta-feira (10). A Seleção comandada pelo técnico Washington Nunes enfrenta a Polônia, equipe que integrou a competição de última hora, após a desistência da Venezuela, que não foi à Geórgia por conta da crise política no País. O confronto contra os poloneses está marcado para as 13h (horário de Brasília) e vale pela fase classificatória do grupo C.

Com a entrada de mais um país europeu na chave, a competição ficou ainda mais equilibrada. “A Polônia é uma equipe que joga bem no estilo europeu, com uma defesa mais fechada, um 6:0 mais compacto, tem jogadores com um potencial físico grande e, mesmo tendo entrado de última hora, tem um time muito bom”, ressaltou o treinador.

Washington acredita que a segunda partida será melhor para os brasileiros, já que a ansiedade da estreia já passou. “Acredito que vamos conseguir fazer um jogo melhor. A estreia é sempre complicadinha para os meninos. Agora já estão todos mais tranquilos. Como prevíamos, a adaptação ao fuso-horário foi perfeita. Ninguém sentiu absolutamente nada, estão todos bem fisicamente. Essa parte foi muito interessante”, adicionou.

Ele aponta que o Brasil também terá a possibilidade de conseguir um bom desempenho por se adaptar melhor ao estilo de jogo dos próximos adversários. “Esperamos um confronto com as mesmas características de ataque, uma boa construção, um bom jogo mesmo com uma defesa pesada, pois treinamos muito para esse tipo de defesa, e acreditamos melhorar o aspecto defensivo. As ações da Polônia são mais de força. O nosso sistema defensivo, com certeza, vai se adaptar melhor e acho que vamos ter um resultado bastante positivo. Vamos para ganhar porque queremos a classificação e vamos buscar isso partida a partida”, encerrou Washington.

Na primeira rodada, disputada ontem, o Brasil foi superado pela Coreia do Sul por 35 a 33. Os poloneses garantiram a primeira vitória diante da Argentina por 26 a 22. Além disso, Croácia e Portugal terminaram empatados em 30 a 30.

Programação – grupo C
*Horario de Brasília
Terça-feira (8)
Croácia 30 x 30 Portugal
Polônia 26 x 22 Argentina
Coreia do Sul 35 x 33 Brasil
Quinta-feira (10)
9h – Portugal x Argentina
11h – Coreia do Sul x Croácia
13h – Polônia x Brasil
Sexta-feira (11)
9h – Croácia X Polônia
11h – Argentina X Brasil
13h – Portugal x Coreia do Sul
Domingo (13)
9h – Argentina x Coreia do Sul
11h – Brasil x Croácia
13h – Polônia x Portugal
Segunda-feira (14)
9h – Polônia x Coreia do Sul
11h – Brasil x Portugal
13h – Croácia x Argentina
Quarta-feira (16)
Oitavas de final
Quinta-feira (17)
Quartas de final
Sábado (19)
Semifinal
Domingo (20)
Final

318506_721612_brasil_coreia_web_

O Brasil foi superado pela Coreia do Sul, nesta terça-feira (8), na estreia do Mundial Juvenil Masculino de Handebol, na Geórgia. Os asiáticos levaram a melhor por 35 a 33 (18 a 18 no primeiro tempo).

A equipe brasileira começou na frente no primeiro tempo, sofreu a virada e ainda buscou o empate antes do intervalo. Na volta para o segundo tempo, as duas seleções se alteraram na liderança, mas, nos minutos finais, os sul-coreanos abriram vantagem de dois gols e administraram a diferença até o final.

O técnico Washington Nunes falou sobre os pontos positivos e negativos do primeiro jogo. “Foi uma estreia difícil, porque os meninos sentiram um pouco de pressão na estreia. No primeiro tempo, conseguimos, em parte do jogo, ter uma superioridade. A defesa trabalhou muito bem, saíamos para o contra-ataque e jogamos bem ofensivamente. A partir daí, houve um equilíbrio maior, e, infelizmente, o nosso trabalho de defesa um contra um teve bastante dificuldade, os jogadores da Coreia conseguiram fazer ultrapassagens e, consequentemente, muitas exclusões, o que deixou o jogo mais equilibrado”, disse o treinador, que elogiou o ataque da Seleção.

“Estou bem feliz com a construção ofensiva, porque a gente tinha que fazer um trabalho muito forte sobre uma defesa aberta e conseguimos isso. Os meninos conseguiram desenvolver um bom jogo ali, mas, infelizmente, em alguns momentos capitais, a gente teve alguns erros de finalização que nos custaram uma derrota”, acrescentou.

A equipe brasileira integra o grupo C ao lado da Coreia, da Argentina, Croácia, Portugal e Polônia, substituta da Venezuela, que desistiu de disputar a competição por conta da crise política.

A Seleção volta a jogar na quinta-feira (10), quando enfrenta a Polônia, às 13h (de Brasília). Para a próxima partida, Washington planeja melhorar a defesa. “Temos que fazer correções na defesa e acreditamos que o sistema defensivo pode evoluir bastante. E, ofensivamente, é tentar manter o que a gente fez, aumentar a característica de ataque, porque a construção foi boa e o número de gols também foi bastante significativo, só que a eficiência foi ruim”, afirmou.

Gols do Brasil: Pedro (7), Edney (5), Guilherme Torriani (4), Gustavo (3), Paulo Vinícius (3), Leandro (3), Aleffer (2), Ronaldo (2), Guilherme Borges (2), Leonardo (1) e Tarcísio (1).

Programação – grupo C

*Horario de Brasília 

Terça-feira (8)
Croácia 30 x 30 Portugal
Polônia 26 x 22 Argentina
Coreia do Sul 35 x 33 Brasil

Quinta-feira (10)
9h – Portugal x Argentina
11h – Coreia do Sul x Croácia
13h – Polônia x Brasil

Sexta-feira (11)
9h – Croácia X Polônia
11h – Argentina X Brasil
13h – Portugal x Coreia do Sul

Domingo (13)
9h – Argentina x Coreia do Sul
11h – Brasil x Croácia
13h – Polônia x Portugal

Segunda-feira (14)
9h – Polônia x Coreia do Sul
11h – Brasil x Portugal
13h – Croácia x Argentina

Quarta-feira (16)
Oitavas de final

Quinta-feira (17)
Quartas de final

Sábado (19)
Semifinal

Domingo (20)
Final

O Brasil estreia, nesta terça-feira (8), contra a Coreia do Sul, às 14h (horário de Brasília), no Mundial Juvenil Masculino de Handebol, na Geórgia. Com uma expectativa muito positiva, a equipe integra o grupo C, ao lado dos coreanos, da Argentina, Croácia, Portugal e Polônia, substituta da Venezuela, que desistiu de disputar a competição por conta da crise política.

318385_721162_image_web_Antes de embarcar para o País do leste europeu, a Seleção esteve em treinamento intensivo no Centro Nacional de Desenvolvimento do Handebol, em São Bernardo do Campo (SP). O técnico Washington Nunes implantou um sistema de preparação bastante diferenciado para adaptação dos atletas ao fuso-horário de sete horas com relação ao Brasil. A cada dia a equipe despertou uma hora mais cedo e fez os treinamentos também mais cedo. A estratégia tinha o objetivo de que os jogadores não sentissem tanto a diferença.

“Fizemos todo um processo diferenciado de adaptação ao fuso-horário. Na Geórgia são sete horas de diferença, então, fomos tirando uma hora por dia na nossa programação. Com isso, acredito que os meninos terão uma adaptação muito rápida e não terão problemas com relação a isso”, contou Washington.

Ele conta que o grupo fez um excelente trabalho nos dias de preparação final para o campeonato. “Os treinos foram muito bons e pudemos perceber passo a passo uma grande evolução dos atletas. Isso nos dá muitas perspectivas para o campeonato”, afirmou. “A chave teve a mudança com a saída da Venezuela e a entrada da Polônia e isso deixa o grupo mais forte, mas acreditamos que podemos jogar e competir de igual para igual com todos.”

A qualidade da equipe faz com que o técnico acredite em um resultado muito bom para o Brasil, que terminou em oitavo na edição de 2015. “Traçamos expectativas sempre de jogo a jogo. Na primeira etapa nossa meta é de classificação para as oitavas. Nosso objetivo mais ambicioso e de chegar às quartas e conquistar a melhor colocação do Brasil em Mundiais Masculinos”, disse Washington.

Programação – grupo C

*Horario de Brasília 

Terça-feira (8)
3h – Croácia x Portugal
5h – Argentina c Polônia
14h – Brasil x Coreia do Sul

Quinta-feira (10)
9h – Portugal x Argentina
11h – Coreia do Sul x Croácia
13h – Polônia x Brasil

Sexta-feira (11)
9h – Croácia X Polônia
11h – Argentina X Brasil
13h – Portugal x Coreia do Sul

Domingo (13)
9h – Argentina x Coreia do Sul
11h – Brasil x Croácia
13h – Polônia x Portugal

Segunda-feira (14)
9h – Polônia x Coreia do Sul
11h – Brasil x Portugal
13h – Croácia x Argentina

Quarta-feira (16)
Oitavas de final

Quinta-feira (17)
Quartas de final

Sábado (19)
Semifinal

Domingo (20)
Final