Arquivos para categoria: Mundial Júnior Masculino

A Seleção Júnior Masculina de Handebol conquistou, nesta quinta-feira (20), a primeira vitória no Campeonato Mundial, disputado na Argélia. Contra a Tunísia, a equipe teve uma grande atuação e fechou o placar em 36 a 29 (18 a 11 no primeiro tempo). O resultado foi muito importante para o objetivo da equipe de se classificar para as oitavas de final.

317059_717164_image_web_

Leonardo Abrahão, capitão (Divulgação IHF)

Depois de passado o nervosismo da estreia, o Brasil conseguiu encaixar bem seu padrão de jogo diante dos atuais campeões africanos, que apesar de fazer um jogo forte, tiveram dificuldades para passar pela defesa verde e amarela. Os contra-ataques também foram bem mais aproveitados, fazendo com que a equipe dominasse o placar a maior parte do tempo.

“A equipe jogou muito bem o primeiro tempo. Tivemos poucos erros defensivos. Nossa profundidade aumentou em relação ao jogo da Espanha e facilitou alguns roubos de bola e uma transição mais rápida. Aí conseguimos fazer gols mais fáceis. Por isso, abrimos um pouco até o intervalo”, descreveu Helio Lisboa Justino, o Helinho, técnico do Brasil.

“No segundo tempo, eu tinha pedido um pouco mais de concentração e para mantermos o foco defensivo. Nos primeiros dez minutos, fomos bem, mas, depois disso, a defesa caiu um pouco. Eles encostaram no placar, chegaram a baixar para três gols a diferença. Eu pedi tempo e conseguimos abrir seis novamente. Voltamos concentrados e deu tudo certo. Foi um bom jogo. A equipe está de parabéns”, continuou.

Brasil e Tunísia fazem parte do grupo C, que conta também com Espanha, Macedônia, Rússia e Burkina Faso. Na primeira rodada, o time brasileiro sofreu um resultado negativo contra os espanhóis, por 29 a 21.

O próximo jogo da Seleção será já amanhã às 10h, contra a Rússia. Os russos até agora sofreram uma derrota para a Macedônia e uma para a Espanha. “Amanhã teremos um jogo duro com a Rússia. É uma equipe com jogadores muito grandes e uma defesa 6:0 bem postada. Temos que trabalhar bem a bola nesse sentido e manter nossa defesa aguerrida como hoje, com uma profundidade um pouco maior, já que são mais pesados. Espero que possamos manter a concentração e fazer um bom jogo”, finalizou Helinho.

Gols do Brasil – Leonardo Dutra (9), Gabriel (6), Guilherme Silva (4), Edney (3), Márcio (3), Leonardo Abrahão (3), Caue (1) e João Guilherme (1). Gols da Tunísia: Zaied (10), Ben Abdallah (6), Ben Dhia (3), Ghachem (3), Maaref (3), Ben Chick Ahmed (2), Bouttefahah (1) e Mzoughi (1).

Programação – grupo C
*Horário de Brasília

Terça-feira (18)
Espanha 29 x 21 Brasil
Tunísia 50 x 17 Burkina Faso
Macedônia 29 x 22 Rússia

Quinta-feira (20)
Brasil 36 x 29 Tunísia
Rússia 26 x 31 Espanha
16h – Macedônia x Burkina Faso

Sexta-feira (21)
10h – Brasil X Rússia
12h – Espanha X Burkina Faso
14h – Tunísia X Macedônia

Domingo (23)
12h – Tunísia X Rússia
14h – Macedônia X Espanha
16h – Burkina Faso X Brasil

Segunda-feira (24)
10h – Espanha X Tunísia
12h – Burkina Faso X Rússia
14h – Macedônia X Brasil

Quarta-feira (26)
Oitavas de final

Quinta-feira (27)
Quartas de final

Sábado (29)
Semifinais

Domingo (30)
Finais

O próximo desafio da seleção será diante da Tunísia, na quinta-feira (20)

316824_716501_image_web_

A estreia do Brasil no Mundial Júnior Masculino de Handebol da Argélia, nesta terça-feira (18), mostrou uma geração jovem e cheia de talento. Os primeiros adversários foram os espanhóis, últimos campeões europeus, que impuseram um duro embate. A equipe verde e amarela se saiu bem, mas não conseguiu segurar o placar e foi superada por 29 a 21 (15 a 9 no primeiro tempo).

Preparados para o estilo de jogo dos oponentes, os brasileiros fizeram bem a lição de casa e conseguiram aplicar uma boa defesa, com predominância do estilo 5:1, também usado pelos europeus. No entanto, o ataque não funcionou como deveria e fez a diferença já no primeiro tempo, quando os adversários conseguiram abrir seis gols. Na segunda parte, o Brasil tentou manter o ritmo. Porém, com alguns erros importantes, perdeu grandes chances de reverter o placar.

“Começamos bem nos primeiros 15 minutos. A partir dos 20 do primeiro tempo, caímos um pouco em consequência de algumas trocas. Quem entrou não manteve o mesmo ritmo. Isso deu uma diferença de seis gols no intervalo”, comentou o técnico da seleção brasileira, Hélio Lisboa Justino.

“Quando voltamos para o jogo, a vantagem se manteve, mas nós erramos muito nas finalizações. Criamos várias opções, deixamos os jogadores em posição de um contra o goleiro, mas o goleiro deles acabava defendendo. Essa foi a principal diferença. Conseguimos defender e roubar bolas, como estamos acostumados defensivamente, mas pecamos um pouco nas finalizações”, continuou Helinho.

As duas equipes fazem parte do grupo C, junto com Burkina Faso, Macedônia, Tunísia e Rússia. Na mesma chave, a Tunísia derrotou Burkina Faso por 50 a 17. Os tunisianos são os próximos adversários do Brasil, na quinta-feira (20), às 12h (horário de Brasília).

No grupo A do Mundial, estão Alemanha, Chile, Coreia do Sul, Hungria, Ilhas Faroé e Noruega. Na chave B, Dinamarca, Egito, Eslovênia, França, Qatar e Suécia. E Argélia, Argentina, Croácia, Islândia, Kazaquistão e Marrocos compõe o grupo D.

Gols do Brasil – Leonardo Abrahão (8), André (3), Leonardo Dutra (3), Marcio (2), Guilherme (2), Gabriel (2) e Edney (1). Gols da Espanha – Gomez Abello (7), Odriozola (5), Dujshevaev (4), Marquez Coloma (2), Muñoz de la Peña (2), Castro Pena (2), Fernandez Alonso (2), Folques Ortiz (2), Fernandez Fernandez (2) e Nieto Marcos (1).

Programação – grupo C
*Horário de Brasília

Terça-feira (18)
Espanha 29 x 21 Brasil
Tunísia 50 x 17 Burkina Faso
10h – Macedônia x Rússia

Quinta-feira (20)
12h – Brasil x Tunísia
14h – Rússia x Espanha
16h – Macedônia x Burkina Faso

Sexta-feira (21)
10h – Brasil X Rússia
12h – Espanha X Burkina Faso
14h – Tunísia X Macedônia

Domingo (23)
12h – Tunísia X Rússia
14h – Macedônia X Espanha
16h – Burkina Faso X Brasil

Segunda-feira (24)
10h – Espanha X Tunísia
12h – Burkina Faso X Rússia
14h – Macedônia X Brasil

Quarta-feira (26)
Oitavas de final

Quinta-feira (27)
Quartas de final

Sábado (29)
Semifinais

Domingo (30)
Finais

316545_715754_image_web_

Leonardo Abrahão, central e capitão (Cinara Piccolo/Photo&Grafia)

Na próxima terça-feira (18), o Brasil estreia no Mundial Júnior Masculino de Handebol cheio de boas expectativas. Com uma geração promissora, a Seleção vai à Argélia com o objetivo de melhorar a participação brasileira no campeonato, que foi o sexto lugar em 2013 – a melhor de uma equipe masculina em Mundiais.

A equipe treinou até ontem (domingo, 16) em Taubaté (SP) e, embarcou para Argel. A capital do país africano receberá os jogos dos quatro grupos, que juntos reúnem 24 países.

Animados, os jovens atletas projetam uma participação bastante positiva para o Brasil, que faz parte da Chave C, junto com Burkina Faso, Espanha, Macedônia, Rússia e Tunísia. O primeiro confronto do País será na terça-feira, às 6h (horário de Brasília), contra os espanhóis.

Não haverá transmissão por TV para o Brasil da competição.

“Nossa expectativa é jogar o mais forte possível e garantir todas as vitórias no grupo. O time mais difícil da chave é a Espanha. É o último campeão europeu e eles têm um trabalho muito bom”, destacou o capitão do time, Leonardo Abrahão. “O Jordi (Ribera), que era técnico do Brasil, está lá e conhece bem a nossa equipe. É o primeiro jogo da fase, mas vamos tentar imprimir nosso ritmo para estar o melhor possível”, acrescentou.

O central acredita que o fato de a equipe jogar junto há um bom tempo pode contribuir significativamente. “Vamos tentar equilibrar todas as partidas. A nossa defesa é nosso ponto alto. Nosso grupo já se conhece bastante. Há dois anos que treinamos juntos, e muitos têm contato nos clubes também. Esperamos chegar o mais longe possível e ter uma boa performance no campeonato.”

O técnico do Brasil na competição é Helio Lisboa Justino. Ele conta que esses dias em Taubaté foram  fundamentais para retomar o trabalho que já vinha sendo feito com o grupo. “Tentamos relembrar algumas coisas durante os treinos que já tivemos, principalmente sobre a defesa 5:1, que é nosso ponto forte. A ideia é defender bem e sair bem nos contra-ataques. Essa é a proposta da nossa defesa”, descreveu Helinho, que por muito tempo vestiu a camisa verde e amarela em quadra, defendendo a Seleção.

Todas as atividades foram acompanhadas pelo coordenador nacional de seleções, Washington Nunes, que elogiou a disposição do grupo. “O trabalho com a equipe Júnior continua intenso. Hoje, o foco principal foi treinar como atacar uma defesa 5:1, que provavelmente será utilizada pela Espanha, além de ajustes de transição. O engajamento e o nível de concentração dos meninos está muito alto. Vimos vídeo da Espanha, fizemos a preparação de jogo e treinamentos pensando nesse confronto. A partir de amanhã, começamos a pensar também nos outros adversários. A preparação está intensa e o ritmo também está muito bom”, encerrou.

No grupo A do Mundial estão Alemanha, Chile, Coreia do Sul, Hungria, Ilhas Faroé e Noruega. Na chave B estão Dinamarca, Egito, Eslovênia, França, Qatar e Suécia; e Argélia, Argentina, Croácia, Islândia, Kazaquistão e Marrocos compõe o grupo D.

Programação – grupo C
*Horário de Brasília

Terça-feira (18)
6h – Espanha X Brasil
8h – Tunísia X Burkina Faso
10h – Macedônia X Rússia

Quinta-feira (20)
12h – Brasil X Tunísia
14h – Rússia X Espanha
16h – Macedônia X Burkina Faso

Sexta-feira (21)
10h – Brasil X Rússia
12h – Espanha X Burkina Faso
14h – Tunísia X Macedônia

Domingo (23)
12h – Tunísia X Rússia
14h – Macedônia X Espanha
16h – Burkina Faso X Brasil

Segunda-feira (24)
10h – Espanha X Tunísia
12h – Burkina Faso X Rússia
14h – Macedônia X Brasil

Quarta-feira (26)
Oitavas de final

Quinta-feira (27)
Quartas de final

Sábado (29)
Semifinais

Domingo (30)
Finais

TORRIANISELEÇÃO

Guilherme Torriani, em destaque na foto, será o representante do Taubaté entre os convocados

A Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) definiu nesta quarta-feira (12) a convocação da Seleção Júnior Masculina para a fase de treinamento preparatória para o Campeonato Mundial da categoria, que será disputado na Argélia, de 18 a 30 de julho

Os jogadores e a comissão técnica terão treinos de quinta-feira (13) até domingo (16). As atividades serão realizadas em Taubaté, no interior de São Paulo. O treinador será Hélio Lisboa Justino, o Helinho, auxiliado por Joel Teixeira Dutra. Eles vão trabalhar com 16 jogadores.

O Handebol Taubaté será representado pelo ponta Guilherme Torriani.

A Seleção Brasileira conquistou vaga no Mundial da Argélia ao se garantir na final do Campeonato Pan-Americano, disputado em março – o país terminou com o título do torneio continental, com vitória sobre a Argentina. O Brasil está no grupo C do Mundial, ao lado de Espanha, Tunísia, República da Macedônia, Burkina Faso e Rússia. A estreia será contra os espanhóis, no dia 18.

Na chave A, estão Alemanha, Noruega, Ilhas Faroé, Hungria, Coreia do Sul e Chile. Na B, França (atual campeã), Dinamarca, Catar, Egito, Eslovênia e Suécia. E na D, Croácia, Islândia, Argélia, Arábia Saudita, Argentina e Marrocos. Os quatro melhores de cada grupo se classificam para as oitavas de final – será grupo A x B e C x D, no sistema 1º x 4º e assim por diante.

Seleção Brasileira Júnior Masculina

Goleiros – Marcos Vinícios Colodeti (São Bernardo/ADC Metodista) e Rangel Luan da Rosa (HC Odorhei)
Armadores – André Gonçalves de Lima Amorim (BM Villa de Aranda), Gabriel Ceretta Jung (F.C. Barcelona), Guilherme Leonel Costa da Silva (E.C. Pinheiros), João Guilherme Perbelini Ribeiro (E.C. Pinheiros), Leonardo Dutra Ferreira (E.C. Pinheiros) e Patrick André Toniazzo Lemos (Futebol Clube do Porto).
Centrais – Henrique José Petter Solenta (BM Villa de Aranda) e Leonardo Abrahão Silveira (EC Pinheiros)
Pontas – Marcos Vinícius Vieira dos Santos (Sport Club do Recife/J), Pedro Paulo Alves Umbelina Júnior (MRV UNICESUMAR Londrina), Cauê Ceccon Baptista (E.C. Pinheiros) e Guilherme Miguel Laranjeiro Torriani (Taubaté/FAB/UNITAU).
Pivôs – Edney Silva Oliveira (P.M. Maringá/UNIMED/UNIFAMMA); Márcio Alan da Silva Maildo (CS Chenois Geneve Handball)

Comissão técnica

Técnico: Hélio Lisboa Justino
Auxiliar técnico: Joel Teixeira Dutra
Treinador de goleiro: Diogo Castro
Fisioterapeuta: Gustavo Pereira Barbosa
Supervisora: Cláudia Pereira Sampaio Mota
Coordenador nacional de seleções: Washington Nunes

Confira uma ótima seleção de lances do Campeonato Mundial Junior Masculino de Handebol, que aconteceu em Minas Gerais, nas cidades de Uberlândia e Uberaba.

Melhores atletas por posição (Foto: Alexandre Motta)

Melhores atletas por posição (Foto: Alexandre Motta)

All Star Team – Após a França conquistar o título do Mundial Júnior Masculino, a Federação Internacional de Handebol (IHF) premiou os melhores jogadores por posição, o melhor do campeonato e o artilheiro da competição.

O goleiro Julien Meyer, da França, foi escolhido como o melhor da posição.

Na ponta esquerda, o sueco Jerry Tollbring foi o escolhido, enquanto na direita Johan Hansen levou o prêmio.

O armador alemão Simon Ernst ganhou na esquerda, o francês Florian Delecroix foi o escolhido na direita, e o egípcio Mohab Hossam Mohamed como melhor armador central.

Já o dinamarquês Simon Hald Jensen foi escolhido como o melhor pivô.

O artilheiro do campeonato foi o ponta esquerda romeno Nicusor Negru. Já o melhor jogador do campeonato foi também o armador direito francês Florian Delecroix.

Franceses comemoram título Mundial (Foto: Alexandre Motta)

Franceses comemoram título Mundial (Foto: Alexandre Motta)

A França venceu a Dinamarca e levou o título do Mundial Júnior Masculino de Handebol. Em jogo que contou com grande público na Arena Multiuso Tancredo Neves, o Sabiazinho, em Uberlândia (MG), os franceses mostraram soberania mais uma vez, já que conquistaram também em janeiro, no Qatar, o título do Mundial Adulto.

Desde o primeiro minuto, a França se mostrou mais consistente no ataque, mas sempre era seguida de perto pela Dinamarca, que sempre respondia aos gols do adversário com um empate logo em seguida. Aos 15 minutos do primeiro tempo, porém, os franceses conseguiram abrir vantagem de três gols e fecharam o período em 14 a 11.

Franceses celebrando a conquista (Foto: Eugênio Sávio)

Franceses celebrando a conquista (Foto: Eugênio Sávio)

Na segunda etapa, os dinamarqueses buscaram a recuperação pelos minutos de pouca atenção e foram descontando a diferença. Aos 29min30s, os escandinavos ficaram a um gol do empate, mas Florian Billant marcou para a França e garantiu o título da Seleção com o placar de 26 a 24.

(Foto: Alexandre Motta)

(Foto: Alexandre Motta)

Para o técnico da França, Johann Delattre, o coletivo foi o grande diferencial da equipe. “Fizemos uma grande preparação física, que permitiu que nossos atletas jogassem em alto nível durante todas as partidas. Nosso grupo também é muito forte e temos um trabalho coletivo eficiente”, afirmou.

Terceiro Lugar – Egito e Alemanha fizeram uma partida digna de campeonato Mundial. Os atuais campeões europeus fizeram um grande jogo e bateram a surpresa do campeonato com um gol no último segundo da segunda prorrogação. A partida foi pegada do começo ao fim e ambas equipes queriam garantir um lugar no pódio e mostraram isso. Comandados pelo central Mohab Mohamed os raçudos egípcios fizeram grande apresentação e lideraram o placar na maioria do tempo. Com o goleiro Mohamed Fekry Adky inspirado, os africanos conseguiram manter o controle do jogo, mas os alemães mostraram sua força e levaram o jogo para o tempo extra.

Alemanha ficou com o terceiro lugar (Foto: Yuri Edmundo)

Alemanha ficou com o terceiro lugar (Foto: Yuri Edmundo)

Como esperado, a prorrogação foi muito acirrada novamente, mas a Alemanha forçou a segunda prorrogação de forma dramática. O Egito converteu um sete metros, ficou um gol na frente, mas interrompeu a saída de bola rápida do adversário faltando meio segundo para o fim do jogo. O lance ocasionou em outra penalidade e Joscha Ritterbach não desperdiçou e empatou a partida em 29 a 29. No segundo tempo, o equilíbrio continuou até o último segundo, quando Tim Suton pegou a bola na meia direita e voou para fazer o gol que deu o terceiro lugar para a Alemanha com a vitória por 35 a 34.

Disputa de 5º a 8º – O quinto lugar do Mundial Júnior Masculino foi decidido por Suécia e Bielorrússia, dois times que se encontraram na fase de grupos. Na primeira partida entre as equipes, os suecos não tiveram dificuldades e venceram por 15 gols. No segundo duelo, os bielorrussos deram mais trabalho para os suecos, mas ficaram abatidos com a lesão do pivô Artsem Karalek, principal jogador da equipe. Sem a referência no meio da marcação adversária, a equipe do leste europeu abusou dos tiros de longa distância, o que facilitou o trabalho do ótimo goleiro Niklas Kraft. Com o armador direito Pontus Zetterman inspirado – ele foi o artilheiro da partida com 12 gols -, a Suécia fechou o jogo em 37 a 33 e garantiu o quinto lugar da competição.

Suécia ficou em quinto lugar (Foto: Eugênio Sávio)

Suécia ficou em quinto lugar (Foto: Eugênio Sávio)

A disputa pelo sétimo lugar do Mundial Júnior também trouxe uma reedição da primeira fase: Espanha e Romênia. Se na etapa de grupos os espanhóis sempre tiveram o domínio da partida, agora não foi diferente. Apesar de começarem melhores, os romenos sentiram falta do goleiro Ionut Iancu, machucado, e tiveram dificuldades de segurar o ataque espanhol. No final da partida, com boa vantagem, a Espanha diminuiu o ritmo e quase proporcionou o empate para a Romênia. Apesar do susto, os espanhóis seguraram a bola no último minuto e fecharam a partida em 30 a 29 (14 a 13). O artilheiro foi o romeno Dan Emil Ricotea, com dez gols marcados.

Espanha ficou com o sétimo lugar (Foto: Alexandre Motta)

Espanha ficou com o sétimo lugar (Foto: Alexandre Motta)

Presidente da CBHb passa bandeira da IHF à Argélia, próxima sede (Foto: Alexandre Motta)

Presidente da CBHb passa bandeira da IHF à Argélia, próxima sede (Foto: Alexandre Motta)

Alemanha foi medalha de bronze (Foto: Alexandre Motta)

Alemanha foi medalha de bronze (Foto: Alexandre Motta)

Dinamarca ficou com a prata (Foto: Alexandre Motta)

Dinamarca ficou com a prata (Foto: Alexandre Motta)