Arquivos para categoria: Acampamento CBHb

322090_733734_juvenil2_web_

Depois de meses de trabalho com as ações dos Acampamentos Regionais, chegou a hora do Acampamento Nacional de Desenvolvimento e Melhoria Técnica do Handebol, projeto da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), em parceria com os Correios. O programa começa nesta sexta-feira (22) com as primeiras atividades do Juvenil Feminino.

O Acampamento Nacional conta com as atletas que se destacaram na fase regional em cada estado, e o objetivo é padronizar a forma como o handebol é trabalhado em todo o Brasil e descobrir talentos para dar continuidade à renovação das seleções nacionais.

A partir desta sexta, 70 meninas do Juvenil de 13 estados diferentes, mais o Distrito Federal, vão dividir experiências e aprender ao máximo até 1º de outubro no Centro Nacional de Desenvolvimento do Handebol, localizado em São Bernardo do Campo (SP).

O coordenador de Seleções da CBHb, Washington Nunes, falou sobre a importância do projeto. “O Acampamento Nacional é um dos maiores pilares que poderíamos oferecer para o desenvolvimento da modalidade no País. Significa que estamos atentos a todos os atletas e todos os estados com todos os campeonatos que estão sendo realizados, além dos estados que passamos nos Acampamentos Regionais. Isso dá ao Acampamento Nacional uma possibilidade de realmente trabalhar com o que há de melhor em cada categoria. E isso, com certeza, será a base da formação das futuras seleções”, disse.

Os Acampamentos Regionais terminaram no fim de agosto e passaram, em 2017, por Goiás, Amazonas, Paraíba, Santa Catarina, Piauí, Acre, Maranhão, Sergipe, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Pará, Pernambuco e Alagoas, além do Distrito Federal. Mais de 1800 atletas e 300 professores participaram das atividades este ano. Em 2018, terão sequência no Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, São Paulo e Tocantins.

Washington também explicou o que todos os atletas do masculino e do feminino vão aprender durante este período no Acampamento Nacional. Um dos pilares será tornar os jovens capazes de compreenderem diferentes práticas de jogo.

“Vamos oferecer possibilidades para que o atleta visualize uma forma de jogar que seja nossa, mas, ao mesmo tempo, que ele possa entender que essa característica é jogada no Mundo todo. Estamos internacionalizando o jogo dos atletas, facendo com que eles se tornem capazes de competir e fazer leituras de jogo internacional. O Acampamento tem o passo a passo com muitas dinâmicas, ou seja, desenvolvimento técnico individual, tanto ofensivo quanto defensivo, ajustes de postos e, principalmente, sistemas defensivos”, afirmou.

Todas as atividades serão realizadas no Centro de Desenvolvimento, que foi inaugurado no ano passado. “Esse Acampamento Nacional tem um marco que é fazer na nossa casa. Para quem esteve lá na inauguração ou treinando, o braço fica arrepiado a cada vez que entramos. Agora, vamos fazer uso desse espaço e trazer todos os atletas ao Centro, que será o epicentro de um terremoto que revolucionará o esporte brasileiro. Temos que tirar uma foto e colocar na parede, porque vamos ter muita história para contar”, finalizou Washington.

Após as atividades do Juvenil Feminino, o Acampamento terá sequência com 66 jovens do Juvenil Masculino, de 4 a 13 de outubro. Até o fim do ano, as categorias Infantil e Cadete masculina e feminina também serão atendidas.

Serviço
Acampamento Nacional de Desenvolvimento e Melhoria Técnica do Handebol

Data: 22 de setembro a 1º de outubro – Juvenil Feminino
Local: Centro Nacional de Desenvolvimento do Handebol
R. Tiradentes, 1837 – São Bernardo do Campo (SP)

Anúncios

Nos próximos três dias, jovens atletas terão um momento de aprendizagem durante Acampamento Regional de Desenvolvimento e Melhoria Técnica do Handebol, projeto realizado pela Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), em parceria com os Correios e as federações estaduais da modalidade. Paraíba, Maranhão, Sergipe, Rio Grande do Sul, Pará e Pernambuco receberão as atividades de sexta-feira (21) até domingo (23).

Os objetivos são padronizar a forma como o handebol é trabalhado no Brasil e também descobrir novos talentos para dar sequência à renovação das seleções nacionais. O projeto atenderá as 26 federações estaduais, mais o Distrito Federal, com cronograma dividido entre este ano e o próximo.

Além disso, as atividades também contarão com a presença de técnicos locais que estarão lá para conhecer melhor as diretrizes do trabalho, que também é feito com as Seleções Nacionais, para mais tarde difundí-los para outros atletas.

Em João Pessoa (PB), serão atendidas as categorias Infantil e Cadete Masculino, com Cássio Marques, supervisor da Seleção Masculina Adulta, como professor responsável. Na cidade de Aracaju (SE), os trabalhos serão com as mesmas categorias de meninos, desta vez sob a supervisão de Giuliano Martins Ramos.

Já em São Luiz (MA), o técnico Cristiano da Rocha comandará os trabalhos com meninas do Infantil e Cadete. No Rio Grande do Sul, o acampamento será em Campo Bom, onde Washington Nunes, coordenador de Seleções, trabalhará com atletas do Juvenil Masculino.

Em Belém (PA), o projeto atenderá jovens das categorias Infantil e Cadete Masculino, sob a supervisão de Cláudia Monteiro do Nascimento. Enquanto, na cidade de Surubim (PE), Francisco das Chagas Silva Ferreira será o professor responsável nos trabalhos com o Juvenil Masculino.

Serviço

Acampamento Regional de Desenvolvimento e Melhoria Técnica de Handebol
Data: 21 a 23 de julho

Paraíba
CPM – Colégio da Policia Militar
R. Maria Alves da Silva, s/nº – Mangabeira – João Pessoa (PB)

Maranhão 
Ginásio Castelinho
Av. Castelinho, s/n – Outeiro da Cruz – São Luís (MA)

Sergipe 
Complexo Geraldo Oliveira
Rua Campo do Brito S/n – Bairro São José – Aracaju (SE)

Rio Grande do Sul
Centro Integrado de Educação
Av dos Estados, 880 – Centro – Campo Bom (RS)

Pará
Núcleo de Esporte e Lazer do Governo do Estado do Pará
Tv. Dom Romualdo de Seixas, 1215 – Umarizal – Belém (PA)

Pernambuco
Colégio Marista Pio XII
R. Benjamin Constant, 19 – Centro – Surubim (PE)

O Acampamento Regional de Desenvolvimento e Melhoria Técnica do Handebol está de volta ao Piauí. Desta vez, chegou a hora dos atletas das categorias Infantil e Cadete Masculinas passarem três dias concentrados em São Raimundo Nonato para um período de muito aprendizado. As atividades serão realizadas no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Piauí, nesta sexta (23), sábado (24) e domingo (25).

O projeto realizado pela Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) em parceria com os Correios e as federações estaduais visa padronizar a forma como a modalidade é praticada em todo país e também descobrir talentos. Essa primeira etapa está sendo realizada nos Estados, e na segunda os melhores jogadores serão convidados a participar do Acampamento Nacional, a partir de agosto.

Em todos os acampamentos regionais, a Confederação conta com um técnico responsável por passar o padrão de trabalho a telhas e também a professores que serão, mais tarde, responsáveis por disseminar o aprendizado. Desta vez, o comando ficará a cargo de André Diniz Gonçalves.

Este ano, as atividades regionais serão realizadas ainda em Goiás, Amazonas, Paraíba, Santa Catarina, Piauí, Acre, Maranhão, Sergipe, Rio Grande do Sul, Pará e Alagoas. Em 2018, terão sequência no Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, São Paulo e Tocantins.

Local: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Piauí, Campus de São Raimundo Nonato (PI).
Rodovia BR 020, S/N, Bairro

 

313091_706479_image_web_

Jovens atletas de handebol do Distrito Federal e da Paraíba tiveram a chance de adquirir um grande aprendizado neste fim de semana. Os estados receberam o Acampamento Regional de Desenvolvimento e Melhoria Técnica, um projeto da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), em parceria com os Correios e as Federações Estaduais, que visa padronizar a forma com a qual a modalidade é praticada em todo o País e pretende, também, ‘garimpar’ talentos para as Seleções Nacionais. Uma chance única para os jogadores de todos os cantos do Brasil.

Tudo o que se via, na sexta-feira (26), tanto em Campina Grande (PB) quanto em Brasília (DF) eram corações acelerados e muita ansiedade. Porém, quando as atividades começaram, esse sentimento deu lugar a ouvidos e olhos atentos a cada detalhe passado pelos técnicos. Nas duas sedes, foi a vez do trabalho com as categorias Infantil e Cadete. Na Paraíba, foram 72 meninas e no Distrito Federal, 51 meninos.

Até domingo (28) os participantes tiveram aulas práticas e teóricas sobre vários aspectos da prática do handebol. Além de praticar na quadra itens como formação de defesa, construção de ataque e aplicações em diferentes situações de jogo, eles também viram na teoria diferentes temas ligados ao handebol tão fundamentais quanto.

Em ambos os lugares, em que as atividades tiveram todo o apoio das Federações Estaduais e dos governos locais, atletas e técnicos convidados contaram com a presença de um representante da CBHb para passar as diretrizes do trabalho que vem sendo feito com as seleções de todas as categorias.

Na Paraíba, o trabalho com o feminino rendeu. As atividades foram acompanhadas por Viomario da Silva, o Hula, que gostou muito do que viu. “Contamos com uma estrutura de ginásio muito boa, com materiais de quadra e salas de reuniões para realizar o trabalho. A Federação Paraibana prestou todo o apoio necessário para que o Acampamento tivesse êxito. As atletas, apesar de jovens, tinham amplo conhecimento e domínio dos fundamentos de jogo e entenderam bem a proposta oferecida. Vimos algumas que, com certeza, podem fazer parte de Acampamentos Nacionais posteriormente e até mesmo das Seleções. Os técnicos também se mostraram bastante comprometidos em passar as diretrizes adiante e dar continuidade ao trabalho”, comentou.

Em Brasília, Cássio Marques, supervisor da Seleção Adulta Masculina, apontou o grande potencial dos jovens atletas e o interesse dos técnicos do estado em ganhar ainda mais conhecimento. “Em Brasília, tivemos a presença de diversos treinadores que foram prestigiar o Acampamento. Eles estavam com muita vontade de aprender e é esse o legado que o projeto tem que deixar para os técnicos. Ficamos três dias com os meninos, mas os técnicos ficam o ano todo. Por isso, a importância de que eles aproveitem bem a oportunidade para depois passar informação e aplicar tudo nas aulas. Foi muito legal.”

Cássio também viu um bom potencial nos jovens, apesar da pouca idade. “Quanto aos atletas, tanto o grupo Infantil quanto o Cadete fizeram um excelente trabalho. Alguns dias com mais dificuldades que outros, mas conseguiram terminar todas as sessões de treinamento com bom aproveitamento do que foi proposto. Saí bem contente de lá. A Federação ajudou bastante e isso é muito importante. Estão de parabéns.”

O próximo passo após a realização dos Acampamentos Regionais, que irão até o começo de agosto, serão as edições nacionais, de agosto até dezembro. Essa parte contará com atletas selecionados na primeira etapa, divididos nas diferentes categorias. No próximo fim de semana, dias 2, 3 e 4 de junho, a Vila Olímpica de Manaus vai receber o Acampamento das categorias Infantil e Cadete Masculinas. Vale lembrar que todo o material teórico dos Acampamentos está disponível no site da CBHb. Basta acessar o link: goo.gl/6l0qii

Neste ano, as atividades serão realizadas ainda em Goiás, Amazonas, Paraíba, Santa Catarina, Piauí, Acre, Maranhão, Sergipe, Rio Grande do Sul, Pará e Alagoas. Em 2018, terão sequência no Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, São Paulo e Tocantins.

299959_660561_not_home_0000031641_web_
A Seleção Feminina de Handebol de Camarões está no Brasil, e nesta terça-feira (22), a equipe irá visitar um dos núcleos do MiniHand, projeto da Confederação Brasileira de Handebol em parceria com os Correios e o Banco do Brasil. O encontro será às 12h, na escola Sussumo Hirata, em São Paulo (SP).

As camaronesas escolheram o Brasil para realizar intercâmbio de preparação para a Copa da África, que será disputada em Luanda, Angola, de 28 de novembro a 9 de dezembro, e querem aproveitar a chance para conhecerem melhor o projeto.

O MiniHand oferece oportunidade de formação esportiva para crianças de 6 a 12 anos. São exercícios lúdicos, que visam a recreação. Por meio dessas atividades, elas desenvolvem coordenação, motricidade, educação do movimento, comportamento específico de jogo e fundamentos do handebol, além de socializar e adquirir experiências em grupo.

240098_456907_img_0336Trabalhar o presente para construir o futuro. Esse é o tema principal dos Acampamentos Nacionais de Desenvolvimento e Melhoria Técnica de Handebol. Nesta terça-feira (18), foi encerrada a edição de 2014 para os atletas da categoria Infantil Masculina, nascidos em 2000 e 2001. A série de atividades foi realizada no Sesi de Blumenau (SC).

Os meninos tiveram a chance de contar com o comando do técnico da Seleção Adulta Masculina, o espanhol Jordi Ribera. Essa foi uma ótima oportunidade de crescimento para esses atletas e também para os profissionais envolvidos, como técnicos, árbitros e fisioterapeutas, por exemplo, que podem fazer um intercâmbio de conhecimento com profissionais de diversas partes do Brasil.
240098_456905_img_0159
No total, foram oito dias de atividades intensas, com 118 meninos de quase todos os Estados. Jordi ficou feliz com o que viu em mais uma edição. Para o espanhol, os atletas apresentaram uma evolução significativa. “Os meninos entenderam bem o conteúdo e tiveram uma evolução muito rápida. Acredito que se eles continuarem assim teremos garantia de jogadores para Seleções Adultas no futuro”, comemora.
240098_456904_img_0166
O treinador enaltece ainda que as conquistas adquiridas nos acampamentos são fruto do trabalho e comprometimento de todos. “O nível dos treinadores ajudou bastante nessa evolução. Fiquei muito contente, pois todos se envolveram e conseguiram transmitir as informações adequadas aos atletas”, frisou Jordi.

As atividades são promovidas pela Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) em parceria com o Ministério do Esporte e visam a padronização da prática da modalidade.

Agenda conta com jogos e treinamentos

Agenda conta com jogos e treinamentos

Os Acampamentos Nacionais de Desenvolvimento e Melhoria Técnica do Handebol têm sido cada vez mais concorridos. Isso porque, jovens atletas das categorias de base vêem na ação promovida pela Confederação Brasileira de Handebol, com o apoio do Ministério do Esporte, uma oportunidade de brilhar na modalidade e, quem sabe, um dia representar o Brasil com as Seleções Brasileiras. De 11 a 18 de novembro, o SESI em Blumenau (SC) receberá 124 participantes da edição Infantil 2014. Porém, para chegar a esse número, o técnico da Seleção Masculina, Jordi Ribera, teve muito trabalho, já que o Acampamento teve um número recorde de inscritos, de todos os Estados brasileiros. Os atletas devem confirmar presença até o dia 5 de outubro, caso contrário, serão substituídos.

A Confederação Brasileira recebeu 279 fichas de inscrição. A escolha foi bastante difícil e levou em consideração critérios técnicos, táticos e dados antropométricos. Alguns atletas foram previamente vistos por Jordi Ribera durante acampamentos regionais, Jogos Escolares, e outras competições, mas além disso, as federações estaduais também indicaram jogadores.

Atletas participam de palestras e outras atividades

Atletas participam de palestras e outras atividades

O supervisor da Seleção Masculina, Cássio Marques, que participou do processo de seleção dos atletas, ressaltou a popularidade que o projeto tem alcançado a cada edição. “Os acampamentos têm sido cada vez mais divulgados. Isso fez com que o número de fichas de inscrição aumentasse. Vemos que tanto atletas quanto as Federações estão mais organizadas para mandar as solicitações. Também tivemos muita ajuda de treinadores que já fizeram parte do acampamento para selecionar os melhores de cada Estado. Contamos com uma variedade muito grande de inscritos, alguns atletas bem altos e com grande potencial. Estamos muito ansiosos para a realização do 11º acampamento masculino”, disse

Durante esse período, os participantes terão hospedagem e alimentação custeados pela Confederação. Os atletas participam de treinamentos na quadra, palestras e várias outras atividades. O Acampamento conta com a presença de técnicos, fisioterapeutas, supervisores e outros profissionais ligados á área.

Confira a lista completa no link:

http://www.photoegrafia.com.br/detalhe_noticia_geral.asp?id=30132&moda=&contexto=&area=002&evento=