Dois jogos darão sequência à Conferência Sul/Sudeste da Liga Nacional Feminina de Handebol nesta quinta-feira (17). Às 20h, FCC/FAG/ACH/Cascavel (PR) e P.M. Maringá/Unimed/Unicesumar (PR) estreiam na competição e fazem o clássico paranaense, enquanto E.C. Pinheiros (SP) e UnC/Concórdia (SC) se enfrentam às 20h30.

Em Cascavel, as donas da casa voltarão a disputar a competição após três anos e esperam casa cheia no Ginásio Neva. “Estamos retornando à Liga Nacional e realizamos investimento em algumas atletas de outros estados procurando fazer uma boa participação no torneio. Sabemos do favoritismo das grandes equipes da Conferência Sul/Sudeste, mas vamos representar bem nossos investidores. Quanto ao clássico estadual, Maringá vem melhor arrumado em quadra por ter um elenco formado há mais tempo e, para mim, é o favorito ao resultado. Vamos para o jogo e esperamos um bom número de pessoas nos apoiando no ginásio”, disse o técnico Neudi Zenatti.

Do outro lado da quadra, a equipe de Maringá dará início à primeira participação na Liga Nacional. “Atualmente, é o clássico do handebol feminino no Estado. Fomos campeões nos abertos de 2015 e, em 2016, Cascavel ganhou o estadual. Os nossos jogos são sempre equilibrados. Esta será nossa primeira participação na Liga Nacional, então a expectativa é iniciarmos com vitória. Melhoramos a preparação física e, com isso, conseguimos equilibrar melhor o nosso jogo. As atletas estão focadas e motivadas. Nossa equipe é nova, mas tem grande disposição para lutar”, afirmou o treinador Valmir Fassina.

Já em São Paulo, no Ginásio Henrique Vilaboim, o Pinheiros dará início à caminhada para defender o título inédito conquistado no ano passado. O técnico Alex Aprile alerta para a importância de não perder pontos em casa contra Concórdia. “A expectativa é de um jogo muito complicado por se tratar de uma equipe muito tradicional, que vem fazendo as finais nos últimos anos, e também por ser uma competição de turno único. Se no primeiro jogo, que é em casa, a gente perder pontos, podemos nos complicar no restante da competição. Toda atenção é pouca, o campeonato não permite erros, e a gente já começa em um jogo complicadíssimo”, declarou.

Das equipes que entram em quadra nesta quinta, Concórdia é a única que já estreou na atual edição da Liga. O time, que ficou na quarta colocação em 2016, realizou seu primeiro jogo no fim de julho com vitória em casa por 25 a 24 contra a Apahand/UCS/Farroupilha (RS).

“A preocupação, além claro, da equipe que vamos enfrentar, é com o nosso ritmo de jogo. Será uma partida muito difícil, pois o Pinheiros conseguiu manter sua base, joga em casa, tem um grande treinador no comando e já está em um ritmo de competição bem maior que o nosso”, disse o treinador Alexandre Schneider.

Anúncios