313091_706479_image_web_

Jovens atletas de handebol do Distrito Federal e da Paraíba tiveram a chance de adquirir um grande aprendizado neste fim de semana. Os estados receberam o Acampamento Regional de Desenvolvimento e Melhoria Técnica, um projeto da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), em parceria com os Correios e as Federações Estaduais, que visa padronizar a forma com a qual a modalidade é praticada em todo o País e pretende, também, ‘garimpar’ talentos para as Seleções Nacionais. Uma chance única para os jogadores de todos os cantos do Brasil.

Tudo o que se via, na sexta-feira (26), tanto em Campina Grande (PB) quanto em Brasília (DF) eram corações acelerados e muita ansiedade. Porém, quando as atividades começaram, esse sentimento deu lugar a ouvidos e olhos atentos a cada detalhe passado pelos técnicos. Nas duas sedes, foi a vez do trabalho com as categorias Infantil e Cadete. Na Paraíba, foram 72 meninas e no Distrito Federal, 51 meninos.

Até domingo (28) os participantes tiveram aulas práticas e teóricas sobre vários aspectos da prática do handebol. Além de praticar na quadra itens como formação de defesa, construção de ataque e aplicações em diferentes situações de jogo, eles também viram na teoria diferentes temas ligados ao handebol tão fundamentais quanto.

Em ambos os lugares, em que as atividades tiveram todo o apoio das Federações Estaduais e dos governos locais, atletas e técnicos convidados contaram com a presença de um representante da CBHb para passar as diretrizes do trabalho que vem sendo feito com as seleções de todas as categorias.

Na Paraíba, o trabalho com o feminino rendeu. As atividades foram acompanhadas por Viomario da Silva, o Hula, que gostou muito do que viu. “Contamos com uma estrutura de ginásio muito boa, com materiais de quadra e salas de reuniões para realizar o trabalho. A Federação Paraibana prestou todo o apoio necessário para que o Acampamento tivesse êxito. As atletas, apesar de jovens, tinham amplo conhecimento e domínio dos fundamentos de jogo e entenderam bem a proposta oferecida. Vimos algumas que, com certeza, podem fazer parte de Acampamentos Nacionais posteriormente e até mesmo das Seleções. Os técnicos também se mostraram bastante comprometidos em passar as diretrizes adiante e dar continuidade ao trabalho”, comentou.

Em Brasília, Cássio Marques, supervisor da Seleção Adulta Masculina, apontou o grande potencial dos jovens atletas e o interesse dos técnicos do estado em ganhar ainda mais conhecimento. “Em Brasília, tivemos a presença de diversos treinadores que foram prestigiar o Acampamento. Eles estavam com muita vontade de aprender e é esse o legado que o projeto tem que deixar para os técnicos. Ficamos três dias com os meninos, mas os técnicos ficam o ano todo. Por isso, a importância de que eles aproveitem bem a oportunidade para depois passar informação e aplicar tudo nas aulas. Foi muito legal.”

Cássio também viu um bom potencial nos jovens, apesar da pouca idade. “Quanto aos atletas, tanto o grupo Infantil quanto o Cadete fizeram um excelente trabalho. Alguns dias com mais dificuldades que outros, mas conseguiram terminar todas as sessões de treinamento com bom aproveitamento do que foi proposto. Saí bem contente de lá. A Federação ajudou bastante e isso é muito importante. Estão de parabéns.”

O próximo passo após a realização dos Acampamentos Regionais, que irão até o começo de agosto, serão as edições nacionais, de agosto até dezembro. Essa parte contará com atletas selecionados na primeira etapa, divididos nas diferentes categorias. No próximo fim de semana, dias 2, 3 e 4 de junho, a Vila Olímpica de Manaus vai receber o Acampamento das categorias Infantil e Cadete Masculinas. Vale lembrar que todo o material teórico dos Acampamentos está disponível no site da CBHb. Basta acessar o link: goo.gl/6l0qii

Neste ano, as atividades serão realizadas ainda em Goiás, Amazonas, Paraíba, Santa Catarina, Piauí, Acre, Maranhão, Sergipe, Rio Grande do Sul, Pará e Alagoas. Em 2018, terão sequência no Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, São Paulo e Tocantins.

Anúncios