181306_293603_manoel_luiz

Manoel Luiz Oliveira, presidente da CBHb (Foto Divulgação/CBHB)

Publicado pelo ESPN.com.br no dia 11/12/2016

Em entrevista à rádio CBN, neste domingo, o presidente da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), Manoel Luiz de Oliveira, rebateu Morten Soubak quanto à situação contratual do técnico campeão mundial com a seleção feminina em 2013.

O treinador dinamarquês, cujo vínculo acaba no próximo dia 31 de dezembro, afirmou em entrevista ao site da ESPN na última semana que a entidade não o procurou para estendê-lo e tampouco lhe enviou um “obrigado” pelos serviços prestados.

Manoel Luiz, porém, garantiu que reuniões aconteceram durante o ano e explicou que a redução do patrocínio dos Correios adiou a renovação até o meio de 2017 com o técnico.

“No primeiro semestre nós trouxemos Morten à sede da confederação (em Aracaju) para discutir umas entrevistas que ele ele deu naquela oportunidade colocando umas situações que no nosso entender não sentimos confortáveis. Trouxemos ele aqui, discutimos uma série de pontos, e obviamente começamos a discutir (a renovação), porque o contrato do ciclo olímpico terminaria em 31 de agosto”, começou o dirigente.

“Informamos o interesse de mantê-lo até 31 de agosto de 2017. Naquela oportunidade, ele externou uma possibilidade de ter aumento de salário, nos acertamos, e esse contrato levei para aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, pois seria assinado ali. Mas um cenário novo começou a surgir – os Correios fizeram ajustes momentâneos nos patrocínios ao esporte, e isso afeta nosso orçamento pela frente”.

“O cenário, com todas as organizações esportivas, não vou dizer que é temerário, mas você tem que se precaver. Nós não assinamos esse contrato, voltou comigo para Aracaju, e trouxemos novamente Morten. Na sequência fizemos uma nova proposta: manter o salário que ele já tinha e o novo contrato indo até 31 de dezembro de 2016. Após esse período, nós iríamos tratar da renovação. Ou não”, continuou.

Então, vieram as críticas mais fortes de Manoel Luiz de Oliveira ao treinador.

“Morten fez um trabalho excepcional, é uma pessoa querida por todos nós, porém ele não teve, tanto naquela oportunidade como agora, um devido respeito ao handebol brasileiro, porque em algumas entrevistas ele fala que a confederação não o procurou para renovar contrato e sequer deu um ‘muito obrigado’. No dia 15 de setembro as comissões técnicas das seleções receberam uma carta onde explicávamos todo o cenário. É uma coisa que deveria estar rolando internamente”, reconheceu.

“Na seleção feminina, a única pessoa que está tendo remuneração é o Morten. Todas as outras pessoas receberam agradecimento. Eu fui a Belém e um dia reuni todas as atletas da seleção feminina, tivemos uma reunião muto frutiva, e depois nos reunimos com a comissão técnica. Mais uma vez explicamos todos os cenários, não daria para tomar uma decisão agora. A reunião foi à tarde, e à noite ele deu declaração dizendo que não seguiria à frente da seleção, pois não foi procurado”.

“Eu tenho documentos do que foi discutido ainda no primeiro semestre, a carta que enviamos, as passagens que ele veio para cá, o hotel em que ficou, as trocas de mensagens para se chegar a um denominador comum. Tudo isso foi feito. Essas reuniões e trocas de informação foram documentadas. Na melhor das hipóteses, ele se precipitou”, falou.

O presidente da CBHb, então, citou que a seleção feminina falhou em quatro competições internacionais nas quais saiu como líder de seu grupo, mas caiu antes da semifinal – Mundiais de 2011 e 2015 além das Olimpíadas em 2012 e 2016.

“A grande verdade é que nós temos atletas excepcionais tanto no masculino quanto no feminino. É um trabalho excepcional (o de Morten Soubak), é. Numa maneira geral a avaliação é que tudo foi maravilhas, mas não é verdade. Morten fez um trabalho muito bom, foi fantástico, mas hoje a decisão de sair foi dele, unilateral”, disse.

Manoel Luiz de Oliveira declarou já estar trabalhando em outro nome para assumir a seleção feminina. E o técnico também será estrangeiro, provavelmente europeu.

Anúncios