Na próxima quinta-feira (24), a Seleção Feminina de Handebol dá o primeiro passo para uma nova fase. A equipe se reúne em Belém (PA) para treinamentos e para a disputa do II Torneio Quatro Nações e vem com uma cara um tanto diferente.

Com a saída de atletas que fizeram história nos ciclos anteriores, o técnico Morten Soubak teve que renovar boa parcela do grupo, dar oportunidade a jogadoras que já faziam parte do trabalho e que agora podem ganhar mais espaço, alem de conhecer outros talentos que vem se destacando na modalidade.

Isso significa que o planejamento não irá partir do zero, mas pode tomar rumos um pouco diferentes daqui para a frente, como o próprio treinador já adiantou, até mesmo pelas características das convocadas.

A nova etapa é vista com bons olhos e com uma certa curiosidade das veteranas, como a goleira Bárbara Arenhart, a Babi. “Estou sinceramente ansiosa pra ver como tudo está. Este vai ser nosso primeiro reencontro depois das Olimpíadas e com o grupo muito renovado e diferente”, frisou.

185589_303616_morten

Morten Soubak, técnico da Seleção Feminina

Mesmo sendo uma das mais experientes da equipe, Babi não sente que terá mais responsabilidade daqui para a frente. “Eu acho que a responsabilidade não muda. Todas nós que fazemos parte da Seleção temos a mesma responsabilidade de dar o nosso melhor e lutar pela camisa que vestimos, desde as mais novas até as mais velhas. Isso sempre foi assim, sempre nos cobramos para que todas sentissem o mesmo respeito e tivessem o mesmo empenho dentro da quadra. O que muda com certeza é a experiência que já adquirimos ao longo desses anos, até mesmo em conhecer umas as outras, mas isso também só tem a nos ajudar em um momento como este”, lembrou a atleta de 30 anos, que atua no clube húngaro Vaci NKSE.

Babi aponta que o Torneio Quatro Nações servirá como uma espécie de aquecimento. Durante a competição, as brasileiras irão enfrentar o Uruguai no dia 1º de dezembro, Cuba no dia 2 e a Eslováquia no dia 3. “Eu acredito que o mais importante agora nesse primeiro momento é usar este torneio pra que nós comecemos a familiarizar as jogadoras recém-chegadas com o estilo de jogo e filosofia de trabalho. Vai ser um torneio interessante, com três equipes com estilos de jogo diferentes umas das outras e eu acho que para nós será muito importante já começar a treinar e a colocar em prática coisas novas em jogos oficiais. O trabalho agora tem que ser focado em nós, mas vai ser muito legal iniciar este ciclo perto da nossa torcida, dentro da nossa casa”, destacou a goleira.

Na mesma posição, Babi estará ao lado de Jéssica Oliveira e Gabriela Moreschi. Ambas são mais jovens, mas já passaram em várias ocasiões pela Seleção. Como a mais experiente das três, a gaúcha reitera o potencial das companheiras. “Eu já conheço e trabalhei tanto com a Gabi quanto com a Jéssica e eu estou muito feliz em ter a oportunidade de dividir o gol com elas novamente. Nós nos damos muito bem e sempre foi muito fácil trabalhar com elas. Elas são de gerações mais novas que a minha e têm muito talento, esforço e trabalham muito sério. Tenho certeza que ainda vamos vê-las levarem o nome do Brasil muito longe. Para mim é uma honra viver de perto a evolução das duas como jogadoras e poder fazer parte da carreira delas dentro da Seleção”, finalizou elogiando.

Com exceção do duelo entre Cuba e Uruguai, todos os demais jogos serão exibidos pelos canais SporTV.

Ingressos – Para quem quiser acompanhar as disputas de perto, os ingressos para os jogos serão trocados por um quilo de alimento não perecível, em dez pontos diferentes, nos dias 28, 29 e 30 de novembro, das 8h às 12h, no período da manhã, das 14h às 18h no período da tarde, e para os locais que realizarem troca também no período da noite, será até as 20h. Nos dias dos jogos só haverá troca de ingresso caso haja ainda disponibilidade.

Os ingressos serão válidos para a rodada dupla que será realizada no dia correspondente. Serão seis mil ingressos para as partidas dos três dias. A arrecadação será doada a instituições beneficentes da cidade.

Confira a tabela de jogos do II Torneio Quatro Nações Feminino de Handebol

Quinta-feira (1)
16h – Uruguai x Eslováquia
18h45 – Brasil x Cuba

Sexta-feira (2)
19h – Eslováquia x Cuba
21h30 – Brasil x Uruguai

Sábado (3)
11h – Brasil x Eslováquia
13h – Cuba x Uruguai

Anúncios