A Seleção Masculina de Handebol começa a partir desta segunda-feira (31) uma série de treinamentos em São Bernardo do Campo (SP), que termina com a disputa do III Torneio Quatro Nações nos dias 4, 5 e 6, no ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib. O primeiro encontro da equipe com o público após a disputa da Rio 2016 contará com jogos contra Canadá, Chile e Cuba.

295787_646233_img_8374__2__web_
Antes das partidas, atletas e comissão técnica estarão disponíveis para a imprensa no treino de quadra de quinta-feira (3), das 17h30 às 19h30, no local dos confrontos, e na terça-feira (1°) e na quinta-feira (3) pela manhã, das 10h30 às 12h, na academia Bio Ritmo de Santo André (SP), durante o treino físico (serão atendidos os veículos que confirmarem presença pelo e-mail patricia@photoegrafia.com.br).

Esta será a primeira fase sob o comando de Washington Nunes, que no ciclo passado trabalhou como assistente técnico da equipe, treinada pelo espanhol Jordi Ribera. Para os atletas e comissão técnica será um recomeço após os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, mas também o início de uma importante preparação para o Mundial, que será disputado em janeiro, na França.

Os recentes resultados colocaram o Brasil na elite do handebol internacional. No Rio, o País foi eliminado nas quartas de final para a França, campeã olímpica e mundial, no entanto, fez excelentes partidas contra adversários de peso como Alemanha e Polônia. Antes disso, obteve os melhores resultados da história em Mundiais, com o 13° lugar em 2013 e 16° em 2015.

Todo esse histórico faz com que o grupo tenha plena confiança no trabalho que vem desenvolvendo e queira seguir o caminho do crescimento. “Logo depois de termos feito uma boa campanha nos Jogos Olímpicos, vencendo grandes Seleções e termos demonstrado que jogamos de igual para igual com qualquer equipe, acredito que seguimos evoluindo. Com o Washington assumindo o comando, com certeza, o trabalho feito pelo Jordi será levado adiante, mantendo o mesmo padrão de jogo e implementando ainda outro sistema defensivo, já que agora contamos com novos atletas que têm ajudado bastante com a estatura”, opinou o ponta direita Lucas Cândido.

Segundo ele, o grupo está entusiasmado com mais uma série de jogos dentro do País, com a presença do público e por ser uma parte importante da preparação para o Mundial. “Reunir a Seleção para treinar e jogar um torneio é sempre muito bom. Precisamos disso para manter o ritmo é entrosamento da equipe. Outro ponto positivo é que será realizado em casa, onde vamos reencontrar nossa torcida, que tanto nos apoiou e fez bonito nos Jogos do Rio”, acrescentou.

Companheiro de Lucas na posição, Fábio Chiuffa também tem a mesma expectativa de continuidade e de resultados ainda melhores em um futuro próximo. “As expectativas são de seguir evoluindo e não baixar o nível que tivemos no Rio. Acho que isso é o mais importante para a nossa Seleção nesse momento. É um novo ciclo que começa e acho que o Washington vai dar uma continuidade bacana no trabalho que o Jordi fez, até porque ele também fez parte do ciclo anterior”, resumiu o ponta.

Durante o torneio, o Brasil irá enfrentar três adversários das Américas. O Canadá na sexta-feira (4), às 19h30, Cuba no sábado (5) às 19h, e o Chile no domingo (6), às 10h. As entradas para as partidas devem ser trocadas por um quilo de alimento não perecível. A troca será na portaria do próprio ginásio, na quinta-feira (3) e na sexta-feira (4), das 10h às 17h, e nos dias dos confrontos se ainda estiverem disponíveis. Os ingressos serão válidos para a rodada dupla que será realizada no dia correspondente. Serão dois mil ingressos para as partidas dos dias 4 e 5, e três mil para os confrontos do dia 6. A arrecadação será doada à instituições carentes.

Para os treinos e jogos, a equipe terá a substituição do ponta esquerda André Martins Soares ‘Alemão’, por conta de uma prontusão discal lombar, por Cauê Ceccon Baptista, do Esporte Cube Pinheiros (SP).

Tabela de jogos

Sexta-feira (4)
17h30 – Chile x Cuba
19h30 – Brasil x Canadá

Sábado (5)
17h – Canadá x Chile
19h – Brasil x Cuba

Domingo (6)
10h – Brasil x Chile
12h15 – Cuba x Canadá

Seleção Masculina de Handebol

Goleiros – César Augusto de Almeida ‘Bombom’ (OIF Arendal-Noruega), Pedro Henrique Hermones Silva (Balonmano Cangas-Espanha) e Rangel Rosa (HC Odhorei-Romênia).

Armadores – Gabriel Ceretta Jung (FC Barcelona-Espanha), Haniel Lângaro (BM Ciudad de Logroño-Espanha), José Guilherme de Toledo (Orlen Wisla Plock-Polônia), Leonardo Felipe Sampaio Santos (CB Ademar León-Espanha), Oswaldo Maestro Guimarães (Anaitasuna de Pamplona-Espanha) e Thiagus
Petrus Gonçalves dos Santos (Mol-Pick Szeged-Hungria).

Centrais – Henrique Selicani Teixeira (CB Huesca-Espanha) e João Pedro Francisco da Silva (Chambéry Savoie Handball-França).

Pontas – Cauê Ceccon (EC Pinheiros-SP), Fábio Chiuffa (Kif Kolding Kobenhav-Dinamarca), Lucas Cândido (BM Guadalajara-Espanha) e Wesley Freitas (Taubaté/Unitau/FAB-SP).

Pivôs – Alexandro Pozzer ‘Tchê’ (Fertiberia Puerto Sagunto-Espanha), Felipe Santaela ‘Panda’ (EC Pinheiros-SP) e Rogério Moraes Ferreira (WC Vardar-Macedônia).

Comissão técnica

Técnico: Washington Nunes
Assistente técnico: Hélio Lisboa Justino
Supervisor: Cássio Marques
Treinador de goleiros: Diogo Castro
Preparador físico: Fernando Millaré
Fisioterapeuta: Gustavo Barbosa

Anúncios