Em reta final de preparação para os Jogos Olímpicos, a Seleção Feminina de Handebol se reúne nesta sexta-feira (22) já no Rio de Janeiro (RJ). O período decisivo de treinamentos irá incluir três jogos que vão ajudar a trabalhar os detalhes que faltam para o maior objetivo da equipe: a conquista de uma medalha inédita para o País na modalidade. O Brasil estreia já no dia 6 de agosto contra a atual campeã, a Noruega, e o grupo sabe que terá uma árdua tarefa na primeira fase, enfrentando outros adversários de peso. Também na chave A estão Romênia, Montenegro, Espanha e Angola.

271556_564778_image_web_

Célia Coppi (Wander Roberto/Photo&Grafia/CBHb)

O técnico Morten Soubak ressaltou que este é um período para lapidar todo o trabalho que vem sendo feito, cada vez mais focado nos adversários da primeira etapa. “O mais importante nessa fase será dar continuidade aos treinos que temos feito, pensar nos detalhes e melhorar o que é preciso. Queremos trabalhar a base que temos treinado desde o início”, contou. “Vamos falar também dos adversários, mas a ideia é gastar mais energia pensando nos três primeiros e, a medida que formos jogando, passamos a estudar mais profundamente os próximos.”

Morten aponta ainda que esse é um período normalmente de muita ansiedade, porém, como as atletas possuem bastante experiência, ele acredita que irão ‘tirar de letra’. “Não sei se existe um modelo e se é possível controlar essa ansiedade totalmente, mas acredito que a experiência de todos e o tempo que estamos juntos vai contar muito. Essa não é a primeira, nem a segunda e até mesmo nem a terceira Olimpíada de várias atletas. Isso vai ajudar bastante”, pontuou.

Até o dia da estreia, as brasileiras farão três jogos amistosos, sendo dois deles contra a Holanda. O primeiro será no dia 28, no CCFEx, na Urca, mas será fechado para público e imprensa. O segundo, no dia 31, às 12h, será aberto, em Cabo Frio (RJ). Já no dia 2, a equipe enfrenta a Argentina, também no CCFEx, novamente sem a presença de público e imprensa.

Anúncios