Foram dez dias de muito trabalho físico, técnico e tático, além de um jogo contra a Suíça, com direito a público de mais de cinco mil pessoas na Arena do Futuro, no Rio de Janeiro (RJ). Ou seja, mais uma fase intensa, que chegou ao fim neste domingo (3), no caminho da Seleção Feminina de Handebol, que se prepara para a estreia nos Jogos Olímpicos no dia 6 de agosto contra a Noruega. Para completar, a última chance do técnico Morten Soubak analisar o grupo para definir as convocadas para a principal competição do ciclo.

287610_618011_image_web_
Quase todos os dias foram treinos em dois períodos, sejam eles na quadra, na academia ou até mesmo na pista de corrida do Centro de Capacitação Física do Exército (CCFEX), que abrigou as atividades desse período. A dedicação de todas as atletas foi algo que agradou muito ao treinador, que teve a chance de lapidar coisas que o grupo vem trabalhando ao longo de todo esse período de preparação. “Fiquei bem contente com a semana toda, inclusive com o jogo que fizemos contra a Suíça. As meninas estão indo muito bem. Estou feliz por ver que as coisas saíram bem de acordo com a proposta que tínhamos para essa semana”, revelou Morten.

287610_618012_image_web_
O fim da fase não significa propriamente descanso, afinal, faltam somente 33 dias para o início dos Jogos. A equipe volta a se reunir no dia 22 de julho e daí, já permanece reunida para a Rio 2016. “Quando voltarmos vamos fazer dois jogos contra a Holanda e um contra a Argentina. Para a próxima fase já vamos estar com o grupo fechado. Esses treinos foram muito úteis e digo com felicidade que as meninas deixaram muitas dúvidas na minha cabeça”, confessou o treinador que contou com 18 atletas durante a fase no Rio, mas precisa escolher apenas 14 para defender o Brasil nos Jogos Olímpicos.

Ele garante que a Seleção irá entrar muito focada na busca de uma medalha inédita na modalidade. “Vamos brigar por uma medalha o máximo que podemos. Sei que será muito difícil, mas vamos fazer tudo o que é possível. O handebol feminino hoje está muito equilibrado. Das 12 equipes que estarão no Rio, posso dizer que pelo menos dez têm chances de ser campeã. O Brasil é uma delas, mas vamos ter que trabalhar duro porque será muito equilibrado”, acrescentou Morten.

287610_618014_image_web_
Nos Jogos, o Brasil irá enfrentar a Noruega na estreia, a Romênia na segunda rodada, a Espanha na sequência, Angola no quarto dia e Montenegro para fechar a primeira fase. As quartas de final estão marcadas para o dia 16 de agosto, as semifinais para o dia 18 e as finais para o dia 20.

Anúncios