287260_616886_image_web_
Para brigar por uma boa colocação nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro vale praticamente tudo durante a preparação. Por isso, a Seleção Masculina de Handebol, que iniciou mais uma fase de treinamentos nesta segunda-feira (27), está fazendo um trabalho diferenciado, cheio de atividades, no mínimo, inusitadas, que pretendem preparar não só o corpo, mas também a mente.

Nesta terça-feira (28), o dia não começou na quadra, mas sim no tatame. A manhã dos atletas foi na academia Go Fight, em Atibaia (SP). Lá, eles tiveram aulas de boxe, jiu jitsu e muai thai com o professor Hercio Teófilo de Souza, faixa preta em artes marciais.

287260_616882_image_web_
A atividade foi coordenada pelo preparador físico da Seleção, Luigi Turisco, que explicou a razão para essa nova experiência. “O objetivo desse trabalho é desenvolver a força de luta, já que sabemos que o handebol é um esporte de grande contato. Pensando na preparação física dos atletas, esse tipo de atividade gera uma adaptação muscular e mental, além de melhorar as capacidades físicas de força e resistência”, explicou o profissional.

O resultado foi excelente, segundo Luigi. A equipe recebeu muito bem as novas modalidades e até ensaiaram uma luta. “No final, os atletas saíram bem cansados, mas também bem animados. A proposta dessa semana é condicionar os atletas de forma dinâmica e com atividades diferentes, preparando para a próxima fase, que será com treinos mais específicos e voltados para melhoria das capacidades físicas da modalidade e também para deixá-los prontos para os treinos mais intensos na quadra”, complementou.

Os próximos passos na preparação serão a prática de rafting, canoagem, trilha, rali e outros esportes radicais que prometem ajudar no desempenho da equipe.

Anúncios