A partir de hoje, o Brasil já pode pensar nas semifinais do Pan-Americano Masculino de Handebol com mais intensidade. A Seleção encerrou a fase classificatória da competição disputada em Buenos Aires, Argentina, nesta quinta-feira (16) de forma invicta, após passar pelos uruguaios com tranquilidade. O placar final foi de 40 a 15 (20 a 7 no primeiro tempo), bem mais aberto do que o esperado pela equipe verde e amarela.

286182_613574_img_3378_web_

Henrique Teixeira, central (Cinara Piccolo/Photo&Grafia)

O Brasil, que terminou na liderança do grupo B, irá enfrentar os argentinos nas semifinais, marcadas para o sábado (18). Os próximos adversários terminaram na segunda colocação da chave A.

Bem mais movimentado do que os jogos anteriores, definitivamente, os brasileiros sofreram mais pressão no início da partida contra os vizinhos do Uruguai. Com ótimas defesas do goleiro uruguaio Manuel Adler, os contra-ataques demoraram alguns minutos a sair, mas em pouco tempo, os brasileiros acertaram o ritmo do jogo e deslancharam. Já na metade do primeiro tempo, os adversários diminuíram o ritmo, pois dificilmente conseguiriam alcançar o placar.

286182_613580_img_3398_web_

André Soares, o Alemão, ponta esquerda (Cinara Piccolo/Photo&Grafia)

Concentrado até o final, como tem feito em todos os jogos da competição, na segunda parte do duelo, o Brasil apenas administrou a vantagem. “Estivemos cinco minutos um pouco fora do jogo, mas depois disso já voltamos a nos concentrar e seguimos dessa forma. Defendemos bem na primeira parte e também tivemos uma boa efetividade no ataque”, comentou o técnico do Brasil, Jordi Ribera.

O armador José Guilherme Toledo, bastante acionado no ataque brasileiro hoje, comemorou a constância do Brasil na competição. “Esperávamos um jogo mais difícil, porque a equipe do Uruguai parece um pouco mais estruturada do que as outras do nosso grupo. Estamos entrando com a mesma seriedade em todos os jogos, como se fosse as Olimpíadas, já que esse campeonato também faz parte da nossa preparação. Acho que é dai que estão vindo os placares tão elásticos. Acabou a fase de grupo, agora é outra competição, é mata-mata. Temos que seguir com a mesma seriedade e concentração”, apontou o jogador.

Gols do Brasil: Léo (6), José Guilherme (6), Alemão (5), Haniel (5), Chiuffa (4), Teixeira (4), Lucas (3), Ales (3), Diogo (2) e Tchê (2). Gols do Uruguai: Fabra (4), Morandeira (4), Velazco (2), Rubbo (1), Cancio (1), Liston (1), Ancheta (1) e Chaparro (1).

Tabela e resultados dos jogos

Sábado (11)
Estados Unidos 26 x 31 Porto Rico
Chile 30 x 21 México
Groenlândia 31 x 24 Canadá
Argentina 37 x 12 Guatemala
Brasil 54 x 14 Paraguai
Uruguai 33 x 11 Colômbia

Domingo (12)
Canadá 13 x 37 Argentina
México 24 x 36 Groenlândia
Brasil 38 x 24 Porto Rico
Guatemala 11 x 41 Chile
Paraguai 19 x 34 Uruguai
Colômbia 29 x 21 Estados Unidos

Segunda-feira (13)
Argentina 42 x 17 México
Guatemala 24 x 27 Canadá
Chile 37 x 29 Groenlândia
Brasil 42 x 10 Colômbia
Paraguai 26 x 34 Porto Rico
Uruguai 26 x 21 Estados Unidos

Quarta-feira (15)
Groenlândia 25 x 23 Argentina
México 32 x 31 Guatemala
Estados Unidos 15 x 40 Brasil
Chile 42 x 26 Canadá
Uruguai 27 x 22 Porto Rico
Colômbia 32 x 31 Paraguai

Quinta-feira (16)
Groenlândia 45 x 23 Guatemala
Canadá 14 x 17 México
Porto Rico 34 x 26 Colômbia
Brasil 40 x 15 Uruguai
Argentina 22 x 21 Chile
Estados Unidos x Paraguai

Sábado (18)
Semifinais

Domingo (19)
Final

Anúncios