271780_565631_image_web_

Larissa Araújo (Wander Roberto/Photo&Grafia/CBHb)

Nesta quinta-feira (10), o Brasil terá mais um dia decisivo no Mundial Feminino da Dinamarca. Ainda na primeira fase, a Seleção atual campeã faz mais um confronto que, certamente, será cheio de rivalidade com a Argentina.

Atual líder do grupo C, as brasileiras buscam mais dois pontos para carimbar de vez o passaporte para as oitavas de final e se manterem na ponta da chave, já pensando nos adversários da próxima etapa.

Já as ‘hermanas’, que até agora têm só dois pontos, precisam da vitória para sobreviver. O confronto está marcado para às 13h (horário de Brasília), com transmissão dos canais SporTV 2 e ESPN.

Este ano, o Brasil já enfrentou a Argentina em duas ocasiões, na semifinal do Pan de Handebol em Cuba e na decisão dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. Em ambas as vezes saiu com a vitória. O retrospecto mais do que favorável para as brasileiras, no entanto, não é garantia de outro bom resultado. Qualquer tropeço pode complicar a vida do Brasil e, por isso, a preparação segue forte.

271780_565637_image_web_

Deonise Fachinelo (Wander Roberto/Photo&Grafia/CBHb)

O grupo fez um treino rápido na tarde de ontem (quarta feira) no palco do grupo C na competição, a Sydbank Arena, e aplicou o que deve usar contra as oponentes. Além de toda a tática, manter a cabeça também será outro fator importante para conquistar mais um resultado positivo.

271780_565636_image_web_

Morten Soubak (Wander Roberto/Photo&Grafia/CBHb)

“Como em todos os esportes, Brasil e Argentina tem muita rivalidade. Elas têm se saído muito bem nas últimas competições, incluindo a final dos Jogos Pan-Americanos. Vamos analisar qual tipo de tática deveremos usar. Todas as equipes desse grupo têm características diferentes. Com certeza, esse será um jogo em que o psicológico precisa estar bem forte”, explicou Morten Soubak, técnico do Brasil.

Para a armadora direita Deonise Fachinelo, a equipe precisa estar focada para passar pelas argentinas. “Precisamos estar bem no ataque e na defesa, mas o nosso grande diferencial é a marcação. Já mostramos que isso realmente ganha um jogo”, apostou a gaúcha.

Nas rodadas anteriores, o Brasil começou com um empate com a Coreia do Sul, depois uma vitória tranquila sobre a República Democrática do Congo, e outro triunfo contra a Alemanha, ontem (8). Assim, se mantém sem perder até agora e soma cinco pontos, mesmo número da França, contra quem fecha a disputa da fase classificatória na sexta-feira (11).

JOGOS DO BRASIL NO MUNDIAL
Sábado (5)
Brasil 24 x 24 Coreia do Sul

Segunda-feira (7)
República Democrática do Congo 11 x 26 Brasil

Terça-feira (8)
Brasil 24 x 21 Alemanha

Quinta-feira (10)
13h – Argentina x Brasil

Sexta-feira (11)
15h15 – Brasil x França

Anúncios