(Foto: Alexandre Loureiro/Photo&Grafia)

(Foto: Alexandre Loureiro/Photo&Grafia)

A Seleção Brasileira Feminina de Handebol vai se reunir na ilha de Fuerteventura, no arquipélago das Canárias, na Espanha, de 4 a 12 de outubro, para uma fase de treinamentos como preparação para o Mundial da Dinamarca, em dezembro.

Para o encontro, o técnico da Seleção Feminina, o dinamarquês Morten Soubak, convocou 19 atletas, com duas novidades, além da volta da capitã Fabiana Diniz, a Dara, recuperada da trombose venosa na perna esquerda, e da armadora Eduarda Amorim, a Duda, de volta após lesão no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo.

As armadoras direita Bruna Almeida de Paula, do São José (SP), e Tainara Luna Gonçalves, da Metodista/São Bernardo (SP), serão as caras novas da Seleção na Espanha. “Bruna e Tainara foram convocadas pela primeira vez em agosto, nos treinamentos que realizamos em São Caetano do Sul (SP) só com atletas que atuam no Brasil e fizeram grande fase. Vamos dar mais uma chance e avaliá-las. Venho acompanhando o trabalho delas nos clubes e estão tendo um bom desempenho”, explicou Morten.

O técnico da Seleção Feminina também exaltou a importância da fase de treinamentos na Espanha. “É uma grande chance para as meninas mostrarem serviço, pois essa é a última convocação antes da lista definitiva do Mundial da Dinamarca. É importante que as atletas que não foram chamadas continuem jogando forte. Estamos sempre observando”, afirmou. A Seleção Feminina ainda faz um último encontro no Brasil, no Torneio Quatro Nações, que será realizado no fim de novembro, mas já com as atletas que vão para o Mundial da Dinamarca, no início de dezembro.

Além disso, outro fator que deixará a fase em Fuerteventura mais interessante é a presença da Suécia, que vai treinar junto com o Brasil, assim como fez com a Noruega no Rio de Janeiro (RJ), durante o Desafio das Campeãs, em junho. “Fizemos um acordo com a Suécia e vamos treinar juntos. Vamos continuar o trabalho que fizemos com a Noruega durante o Desafio da Campeãs. A Suécia é um dos melhores times do Mundo e será uma grande forma de treinar e avaliar as atletas”, comentou Morten.

Outra novidade da Seleção será o retorno de Duda Amorim, melhor jogadora de handebol do Mundo, depois de cirurgia no joelho esquerdo. Ela chegou a ser convocada para o Desafio das Campeãs, mas fez apenas um trabalho de acompanhamento com o grupo. “A Duda está entrando aos poucos no time dela e vamos manter esse trabalho, colocando ela para treinar um pouco no ataque e um pouco na defesa. Vamos tratá-la com cuidado. Ela ainda não jogou uma partida inteira e vamos respeitar isso”, disse o técnico dinamarquês.

Seleção Brasileira Feminina

Goleiras: Bárbara Arenhart “Babi” (Nykobing F. Handboldklub – Dinamarca), Mayssa Pessoa (Bucareste – Romênia) e Jéssica Oliveira (UNC/Concórdia – SC).

Pontas: Alexandra Nascimento “Alê” (Baia Mare – Romênia), Célia Coppi (Metodista/São Bernardo – SP), Fernanda França (Bucareste – Romênia), Jéssica Quintino (MKS Selgros Lublin – Polônia), Larissa Araújo (UNC/Concórdia) e Samira Rocha (OGC Nice – França).

Armadoras: Amanda Andrade (UNC/Concórdia – SC), Bruna Almeida de Paula (São José – SP), Deonise Fachinello (Bucareste – Romênia), Eduarda Amorim “Duda” (Györ Audi ETO – Hungria) e Tainara Luna Gonçalves (Metodista/São Bernardo – SP).

Centrais: Ana Paula Rodrigues (Bucareste – Romênia) e Francielle Gomes da Rocha “Fran” (Fumguaru/Guarulhos – SP).

Pivôs: Daniela Piedade “Dani” (Siófok KC – Hungria), Fabiana Diniz “Dara” (BBM Bietigheim – Alemanha) e Tamires Morena (Mosonmagyaróvári – Hungria).

Anúncios