Matheus da Silva, pivô (Foto: Divulgação/IHF)

Matheus da Silva, pivô (Foto: Divulgação/IHF)

O Brasil foi superado pela Islândia, por 32 a 27 (15 a 10 no primeiro tempo), na manhã desta segunda-feira (17), pelas quartas de final do Mundial Juvenil Masculino de Handebol, em Ekaterinburg, na Rússia, e agora vai disputar da quinta a oitava posição da competição.

Mesmo com o resultado, a Seleção fez história e já superou a melhor colocação da categoria, que foi o nono lugar no Mundial da Hungria, em 2013.

Com 100% de aproveitamento no campeonato, a Islândia se mostrou mais efetiva no ataque e abriu 6 a 2 no placar com oito minutos. O Brasil voltou ao jogo com os gols de Leonardo Dutra e André Amorim, mas a frieza dos islandeses falou mais alto na hora das finalizações e eles ampliaram a vantagem para fechar o primeiro tempo em 15 a 10.

Na segunda etapa, a Islândia impôs forte ritmo para tentar ‘matar’ o jogo e deixou o marcador em 20 a 12 aos sete minutos. Mas com grande poder de reação, o Brasil se recuperou, mais um vez com destaque para Leonardo Dutra, que foi o artilheiro do confronto com oito gols, e chegou ao empate em 23 a 23 aos 21 minutos. Porém, os islandeses voltaram a mostrar o poder ofensivo e abriram vantagem no final do jogo, sem chances de outra reação brasileira e venceram por 32 a 27.

“Fizemos um bom papel. Entramos nervosos no primeiro tempo, talvez cansados pelo jogo de ontem (vitória sobre a Rússia). Não tivemos nem 24 horas de descanso e mudar a cabeça dos meninos para outro jogo decisivo é complicado. Tivemos bom poder de reação no segundo tempo. Tiramos uma diferença de oito gols, mas erramos em alguns detalhes. O investimento que estamos tendo na base é muito importante e espero que continue para termos mais atletas de alto nível no futuro”, analisou o técnico do Brasil, Ivan Mazieiro, o Macarrão.

No primeiro jogo da disputa de quinto a oitavo lugares, o Brasil enfrentará o perdedor de Noruega e Eslovênia, nesta quarta-feira (19), às 3h (horário de Brasília). “Vamos ter um dia de folga para nos prepararmos para mais duas ‘pedreiras’ que vamos enfrentar. Queremos manter o mesmo nível de atuação para buscar o quinto lugar”, finalizou Macarrão.

Jogos do Grupo D
*Horário de Brasília

Sábado (8)
França 37 x 18 Argentina
Eslovênia 31 x 18 Tunísia
Brasil 28 x 23 Japão

Segunda-feira (10)
Argentina 15 x 29 Eslovênia
Japão 18 x 27 França
Tunísia 23 x 24 Brasil

Terça-feira (11)
Argentina 23 x 24 Japão
Eslovênia 34 x 27 Brasil
França 34 x 24 Tunísia

Quinta-feira (13)
Eslovênia 36 x 23 Japão
Brasil 27 x 23 França
Tunísia 35 x 29 Argentina

Sexta-feira (14)
Japão 26 x 29 Tunísia
Brasil 29 x 13 Argentina
França 32 x 32 Eslovênia

Oitavas de final

Domingo (16)
Brasil 28 x 26 Rússia

Quartas de final

Segunda-feira (17)
Brasil 27 x 32 Islândia

Disputa de 5º a 8º lugares

Quarta-feira (19)
3h – Brasil x perdedor de Noruega e Eslovênia

Anúncios