A quarta rodada do grupo B do Mundial Júnior Masculino definiu três seleções nas oitavas de final da competição.

A Espanha venceu a Sérvia e manteve o primeiro lugar da chave. A Romênia também garantiu um bom resultado contra Angola e ficou com a segunda colocação. Já o Qatar surpreendeu Portugal e garantiu vaga na próxima fase do torneio. As três equipes têm 6 pontos e não podem ser alcançadas pelos sérvios e portugueses, com 3, e pelos angolanos, que ainda não somaram pontos.

A penúltima rodada do grupo B começou com a partida entre Romênia e Angola na Arena Multiuso Tancredo Neves, o Sabiazinho, em Uberlândia (MG). Como sempre, os romenos fizeram cheio de emoções. Apesar de dominar os angolanos no primeiro tempo e vencer por 20 a 14, os africanos propuseram o jogo na segunda etapa e chegaram a ficar dois gols atrás. Angola, porém, não teve físico para aguentar o forte ritmo até o final, deixou os romenos crescerem na partida e fecharem o placar em 39 a 29. O artilheiro da partida foi o ponta esquerda da Romênia Nicusor Negru, com impressionantes 18 gols marcados.

Goleiro espanhol se destacou no segundo tempo (Foto: Eugênio Sávio)

Goleiro espanhol se destacou no segundo tempo (Foto: Eugênio Sávio)

Sérvia e Espanha fizeram confronto pegado e disputado no segundo duelo do dia. Os sérvios começaram melhor, mas não conseguiram abrir muita vantagem. Pelo contrário, deixaram a Espanha encostar no placar e ficar apenas um gol atrás no fim do primeiro tempo (13 a 12 para a Sérvia). Na segunda etapa, a equipe do leste europeu reclamou muito com a arbitragem e esqueceu do jogo. Os espanhóis aproveitaram a falta de foco dos adversários, viraram o marcador e abriram boa vantagem. Com o goleiro Ignacio Biosca Garcia fechando o gol, a Sérvia não conseguiu se recuperar e foi derrotada por 28 a 21. Mesmo com o resultado negativo, o artilheiro do duelo foi o sérvio Neman Mladenovic, com oito gols em oito arremessos.

Dan Emil Racotea, da Romênia, deseja ser campeão no Brasil (Foto: Eugênio Sávio)

Dan Emil Racotea, da Romênia, deseja ser campeão no Brasil (Foto: Eugênio Sávio)

No confronto que fechou a noite, o Qatar venceu Portugal em jogo de torcida dividida. Enquanto metade do ginásio apoiava os cataris, a outra parte torcia pelos portugueses. Com o pivô Francisco Leitão bem marcado e o armador esquerdo Alexandre Cavalcanti machucado, Portugal não conseguiu desenvolver o handebol apresentado nas partidas anteriores. O Qatar, em contrapartida, soube desestabilizar a defesa adversária para os bons arremessadores de longa distância encontrarem caminho livre. Com Portugal perdido na marcação, a equipe do Oriente Médio aproveitou as chances e venceu por 26 a 20 (12 a 7 no primeiro tempo). O goleador da partida foi o ponta esquerda catari Marwane Sassi, com sete bolas na rede.

Anúncios