Paraguaio Igor Garcete anotou oito gols e realizou belas jogadas durente o jogo (Foto: Eugênio Sávio)

Paraguaio Igor Garcete anotou oito gols e realizou belas jogadas durente o jogo (Foto: Eugênio Sávio)

O público que esteve presente na Arena Multiuso Tancredo Neves, o Sabiazinho, em Uberlândia (MG), para acompanhar os primeiros jogos do Mundial Júnior Masculino de Handebol na cidade não se arrependeu. Os espectadores puderam acompanhar confrontos interessantes como o da Suécia, atual campeã do torneio, e também o do Paraguai, estreante em campeonatos Mundiais, que estão no grupo A.

No primeiro jogo do dia, a atual campeã do Mundial Júnior Masculino enfrentou a Tunísia. A partida começou equilibrada, mas com clara superioridade técnica dos suecos, que sempre chegavam com mais facilidade ao gol adversário. Aos poucos, os escandinavos foram se soltando e logo tomaram conta do jogo. Com os africanos acuados, a Suécia despontou na segunda etapa e fechou a partida em 35 a 27 (17 a 11 no primeiro tempo). Mesmo com a derrota, a artilharia do duelo ficou com o tunisiano Bilel Abdelli, com oito gols marcados.

Dmitry Pavlov, jogador da Rússia (Foto: Eugênio Sávio)

Dmitry Pavlov, jogador da Rússia (Foto: Eugênio Sávio)

Para o treinador da Suécia, Jan Karlsson, a equipe oscilou muito, mas teve um bom teste no primeiro jogo. “Tivemos altos e baixos. Foi a nossa estreia e os atletas estavam um pouco tensos depois da longa viagem que fizemos. A Tunísia é um bom time. Aliás, esse grupo tem times do mesmo nível, tirando apenas o Paraguai, que talvez esteja um pouco abaixo”, analisou.

No jogo seguinte, a Bielorrússia não teve dificuldades em vencer a Holanda. Fisicamente mais fortes, os bielorrussos exploravam bastante as jogadas com o gigante pivô Artsem Karalek, que anotou seis gols na partida. Apesar do primeiro tempo equilibrado (15 a 12 para a Bielorrússia), foi na segunda etapa que a equipe do leste europeu se impôs e aplicou um 37 a 25 na Holanda. O destaque e artilheiro da partida foi o bielorrusso Hleb Harbuz, com sete gols marcados.

Henrik Olsson marcou três gols na partida que deu a vitória para a Suécia (Foto: Eugênio Sávio)

Henrik Olsson marcou três gols na partida que deu a vitória para a Suécia (Foto: Eugênio Sávio)

No confronto que fechou a rodada na Arena Sabiazinho, a Rússia bateu o Paraguai em partida de muitos gols. Na primeira etapa, a surpreendente Seleção Paraguaia, que participa pela primeira vez de um Mundial Masculino, impressionou pela raça, agilidade e por algumas jogadas técnicas. Mesmo muito superiores técnica e fisicamente, os russos venceram a primeira etapa apenas por 18 a 14. No segundo tempo, porém, os sul-americanos cansaram e os europeus fizeram uma chuva de gols, fechando o placar em 44 a 30. O goleador da partida foi o russo Alexsander Skhurinskiy, com nove bolas convertidas.

Mesmo com a derrota, o treinador do Paraguai, Victor Figueredo, não escondeu a felicidade de estar participando do primeiro Mundial do País. “Estreamos em nosso primeiro Mundial com uma potência do esporte. Temos jogadores de 17 anos e eles com atletas com mais de 100 jogos internacionais. Marcar 30 gols na Rússia foi um sonho. Temos consciência de nossos limites e os meninos estão de parabéns pela partida. Caímos no grupo da morte, mas vamos jogar o melhor possível todas as partidas. É a chance de mostrar o handebol do Paraguai para o Mundo”, disse.

O Mundial Júnior Masculino de Handebol está sendo realizado nas cidades mineiras de Uberaba e Uberlândia, até o dia 1º de agosto, e reúne 24 seleções. Todas as partidas do campeonato serão transmitidas pelo site oficial do torneio:www.brazilhandball2015.com.

Anúncios