243791_469013_imageTudo funcionou para o Brasil nesta segunda-feira (19) diante da Bielorrússia na terceira rodada do Campeonato Mundial Masculino de Handebol. De volta ao gigantesco Lusail Murltipurpose Hall, em Doha, no Qatar, o time verde e amarelo praticamente impôs o ritmo da partida e, com uma defesa segura e eficiente, neutralizou os rivais europeus para garantir os primeiros dois pontos na competição, extremamente importantes para a meta da equipe de passar à próxima fase. O placar terminou 34 a 29 (16 a 12 no primeiro tempo), com nove do ponta esquerda Felipe Borges, também escolhido como o melhor em quadra.

Era uma partida de vida ou morte. E, foi com esse espírito que os brasileiros entraram nas quatro linhas, vestindo a tradicional camisa amarela, a número um. Depois de ‘bater na trave’ diante do Qatar e da atual campeã Espanha, uma vitória contra a Bielorrússia, que também não havia vencido nenhum jogo até agora, era a salvação.

Foram mais de três minutos sem nenhum ataque efetivo para os dois lados. Depois de algumas tentativas, a Bielorrússia abriu o placar e, na sequência, se aproveitou de uma falha brasileira para fazer o contra-ataque e marcar o segundo.

O Brasil iniciou o marcador com uma cobrança de sete metros de Chiuffa. Daí para frente, foi uma verdadeira guerra na defesa dos dois lados. Atacar pelo centro ficou praticamente impossível, com isso, a maioria das tentativas sobrou para as pontas.

Pouco a pouco, o Brasil foi se aproveitando de algumas falhas da Bielorrússia e conseguiu passar à frente no placar. Construindo uma diferença de quatro gols, a equipe nacional conseguiu fechar à frente a primeira parte.

No segundo tempo, a tônica da partida seguiu a mesma. Jordi Ribera fez algumas trocas para descansar um pouco os que estavam em quadra e o ritmo não caiu. A Bielorrússia conseguiu se aproximar um pouco com ataques fortes, mas não passou à frente em nenhum momento. Os contra-ataques brasileiros também fizeram a diferença e seguiram no mesmo ritmo. Foram 63% de aproveitamento durante todo o jogo.

CONFIRA GALERIA DE IMAGENS DA VITÓRIA BRASILEIRA (Fotos: Wander Roberto/Photo&Grafia)

“Estou muito feliz com os primeiros pontos. Foram muito importantes para nós. Eu sabia que este jogo seria difícil, com muita pressão. Eu acho que o time jogou com mais concentração durante todo o tempo”, destacou o espanhol Jordi Ribera, técnico do Brasil.

Para ele, a primeira parte do duelo fez toda a diferença e deu mais confiança à equipe. “O primeiro tempo foi mais completo. No segundo foi mais difícil por termos começado com dois minutos de suspensão de dois jogadores. Nos primeiros três minutos foi bem difícil, mas nos últimos 15, o time retornou com a boa defesa, recuperou mais bolas e abriu o placar. Fico muito feliz pelo time, pelos jogadores e pelo primeiro passo que o Brasil deu. Precisamos melhorar para o próximo jogo, que será muito difícil. Para nós é importante melhorar”, afirmou.

Um dos destaques na defesa e também com gols de cima, furando o bloqueio bielorrusso, o armador Thiagus Petrus, concordou que foi um jogo chave para o Brasil. “Foi difícil, mas a nossa Seleção conseguiu neutralizar bem o forte ataque da Bielorrússia e recuperar muitas bolas pra sair no contra-ataque. Durante o jogo, nossa vantagem foi ter arremessado dez bolas a mais que a Bielorrússia e isso nos deu a vantagem de ganhar a partida com cinco gols”, analisou.

Ainda pelo grupo A, nesta segunda-feira, a Espanha derrotou o Chile, por 37 a 16, e o Qatar fez uma partida duríssima, mas passou pela Eslovênia, com o placar de 31 a 29. O Brasil encara a Eslovênia pela quarta rodada, na próxima quarta-feira (21).

Gols do Brasil: Borges (9), Chiuffa (7), Thiagus (6), Japa (4), Valadão (3), Tchê (2), Teixeira (1), João Pedro (1) e Lucas (1). Gols da Bielorrússia: S. Rutenka (6), D. Rutenka (6), Nikulenkau (6), Kniazeu (3), Babishev (2), Astrashapkin (2), Pukhouski (2), Kamyshyk (1) e Shumak (1).

Confira os jogos do Brasil
*Horário de Brasília

Quinta-feira (15)
Qatar 28 x 23 Brasil

Sábado (17)
Brasil 27 x 29 Espanha

Segunda-feira (19)
Bielorrússia 29 x 34 Brasil

Quarta-feira (21)
12h – Eslovênia x Brasil (ao vivo no SporTV e na ESPN)

Sexta-feira (23)
12h – Brasil x Chile

Anúncios