O pensamento na cabeça de cada um dos integrantes da Seleção Masculina de Handebol, que disputa a partir desta quinta-feira (15) o Mundial do Qatar, é um só: fazer história. Para isso, a equipe que quer superar o 13º lugar de 2013 na Espanha, sabe que será preciso uma longa caminhada, com início já em um embate considerado duríssimo, pois a estreia brasileira será nada menos que contra os anfitriões, comandados por um velho conhecido do técnico Jordi Ribera, o também espanhol Valero Rivera. O treinador levou a Espanha ao lugar mais alto do pódio em 2013.

O confronto entre Qatar e Brasil está marcado para as 15h30 (horário de Brasília) e terá transmissão dos canais ESPN Brasil e SporTV.

A partida promete ser recheada de emoção. O palco é o gigantesco Lusail Multipurpose Hall, em Doha, com capacidade para 15 mil pessoas. Além de estar sob os olhares atentos do técnico atual campeão mundial, a equipe adversária tem investido tudo para fazer bonito em casa. Esses fatores poderiam até intimidar, mesmo assim, nada assusta o time brasileiro.

243500_468078_treinohand_bm_31Foram meses de treinamento intensivo, jogos amistosos, análises, estudos e muita concentração. Jordi Ribera reuniu os melhores em cada posição e conseguiu chegar ao grupo considerado ideal, por ele e pela comissão técnica, para representar o País. “Os atletas que estão no Qatar têm um nível alto e fazem parte da filosofia de jogo que entendemos que a Seleção deve fazer”, frisou o treinador espanhol.

Na partida de estreia, Jordi irá enfrentar um oponente conhecido e com uma longa carreira na modalidade: Valero Rivera. “O Qatar é uma equipe que vem crescendo e se preparou muito para este Mundial. Sabemos que será um adversário bastante duro que conta com um excelente técnico”, acrescentou.

“Nossa meta é melhorar a classificação da Espanha. Temos consciência que não será fácil, mas evoluímos nesses últimos dois anos. Nossa equipe primeiro tem que jogar bem esta primeira fase, pois estamos em um grupo em que temos possibilidades de passar às oitavas de final. Qatar, Bielorrússia e Brasil têm objetivos parecidos e acreditamos muito que o trabalho que estamos fazendo trará resultados.” , destaca o técnico da seleção nacional.

Thiagus Petrus e Lucas Cândido

Thiagus Petrus e Lucas Cândido

Para o capitão da equipe, Fernando Pacheco, o Zeba, o primeiro jogo será um ponto crucial. “Sabemos que estreia é sempre complicada. Temos que nos concentrar muito”, afirmou.

O armador Gustavo Nakamura, o Japa, diz que o Qatar é uma equipe que merece cuidados. “Eles estarão em casa e contam com muitos atletas experientes naturalizados”, lembrou.

Confira os jogos do Brasil
*Horário de Brasília

Quinta-feira (15)
15h30 – Qatar x Brasil

Sábado (17)
12h – Brasil x Espanha

Segunda-feira (19)
12h – Bielorrússia x Brasil

Quarta-feira (21)
12h – Eslovênia x Brasil

Sexta-feira (23)
12h – Brasil x Chile

Confira a tabela completa com o horário do Qatar em http://goo.gl/pxqBXM

Anúncios