241774_462519_imageO Unimed/UEM/Maringá (PR) conquistou um resultado inédito na Liga Nacional Masculina de Handebol. Em um duelo equilibrado e emocionante do início ao fim contra a jovem equipe da Vila Olímpica Manoel Tubino/FAB (RJ), os paranaenses venceram os cariocas por 25 a 21 (14 a 11 no primeiro tempo) e levaram o bronze pela primeira vez na história da equipe na competição.

A FAB mostrou sua força no início do primeiro tempo e abriu três gols de vantagem, mas Maringá reagiu e logo virou. A partir daí, os paranaenses permaneceram em vantagem durante toda a etapa.

Com boas defesas do goleiro Joelber do Maringá, a FAB teve dificuldade para se igualar ao adversário, que fechou em 14 a 11.

No segundo tempo, os meninos do Rio de Janeiro voltaram com mais garra ainda para buscar a recuperação e, com menos de quatro minutos, o placar marcava 14 gols para cada lado.

CONFIRA GALERIA DE IMAGENS DA PARTIDA (Fotos: Cinara Piccolo/Photo&Grafia)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Depois disso, a FAB teve dificuldade de chegar ao gol adversário pela boa atuação da defesa da equipe do Paraná. Os paranaenses, comandados pela experiência do central Léo, aproveitou bem as oportunidades e, aos 20 minutos, o placar era de 23 a 18.

Apesar da diferença, a FAB não deixou de acreditar, mas pecou nas finalizações e não conseguiu mais passar os oponentes, mesmo com as ótimas atuações de Cleryston, Rodolfo e Rogério, os destaques da equipe carioca no duelo.

Após o confronto, os paranaenses comemoram muito em quadra o resultado inédito. O técnico Valmir Fassina confessou que ficou bastante satisfeito com a conquista e com o desempenho do grupo, em especial com a performance do goleiro Joelson e do central Léo. “A nossa defesa atuou muito bem hoje, especialmente o Joelson. Na competição em geral, um dos nossos maiores destaques é o Léo. Tenho admiração por ele, pelo o que representa e pela qualidade dele como atleta”, elogia Fassina.

Para a FAB, apesar de não ter ficado com um dos lugares no pódio, a sensação é de dever cumprido. A equipe, montada no início do ano e com alguns jovens atletas que nunca tinham disputado a competição, já está entre as quatro melhores do Brasil, sempre jogando de igual para igual.

A vibração e o fato de nunca desistir são os principais pontos fortes desse grupo, segundo o técnico Carlos Eugênio Azevedo. “A gente procurou passar para esses meninos que uma grande arma é nunca desistir. Apesar de não termos vencido, o nosso caminho até aqui foi excepcional. Foi um trabalho realizado com muita garra. Saímos com a cabeça erguida e com a lição de que podemos ainda mais”, garantiu.

Gols do Maringá (PR) – Thiago (6), Gil (5), Leonardo (4), Pedro (3), Wilson (3), Allan (2) e Rodolfo (2).

Gols da FAB (RJ) – Cleryston (6), Rodolfo (6), Rogério (6), André Conceição (1), André Leal (1) e Marcus Domingues (1).

Anúncios