Somente a vitória interessa para o Força Atlética/Governo de Goiás/Estácio de Sá (GO), que recebe a Apahand/UCS/Caxias do Sul (RS) nesta quinta-feira (20), às 20h, no Ginásio do Colégio da Polícia Militar Hugo de Carvalho Ramos, em Goiânia (GO). A equipe da casa ainda não venceu pela Liga Nacional Feminina de Handebol e, para continuar na briga por uma das vagas para a próxima etapa, precisa vencer os próximos duelos, válidos pelo grupo A.

Força Atlética (GO) ainda não pontuou na competição

Força Atlética (GO) ainda não pontuou na competição

O time de Caxias do Sul (RS) está na frente do de Goiânia (GO), com três pontos, conquistados em um empate com a Metodista/São Bernardo (SP), por 27 a 27, e uma vitória sobre a Vila Olímpica/Manoel Tubino/FAB (RJ), por 24 a 21. Já as goianas ainda não pontuaram na competição, porém, jogaram três vezes, ao contrário das gaúchas, que entraram em quadra quatro. O resultado positivo pode dar um ânimo a mais para as atletas dos dois times, que vêm de derrotas. Enquanto a UCS (RS) foi superada pela FAB (RJ) no segundo encontro entre as equipes, por 28 a 25, a Força Atlética (GO) perdeu para a Metodista (SP), por 29 a 16.

Caxias do Sul (RS) segue para Goiânia (GO) para jogo da Liga Nacional Feminina

Caxias do Sul (RS) segue para Goiânia (GO) para jogo da Liga Nacional Feminina

“Vamos para o tudo ou nada”, assegura o técnico da Força Atlética (GO), Jorge Castilho. “Nós enfrentaremos uma equipe muito boa, mas temos que pensar apenas em vitória. Temos um time jovem, com média de idade de 22 anos, sendo que a maioria das meninas têm 18, 19. Temos consciência que não será fácil, mas vamos buscar nossa recuperação”, confessa o treinador da equipe que participa pela segunda vez da Liga Nacional. “Nosso time foi reformulado do ano passado para cá, pensando em um trabalho de olho no futuro”, completou.

Ao contrário da equipe goiana, a gaúcha tem tradição na modalidade. Isso pode ser um ponto a favor das adversárias, segundo Jorge. “Elas têm uma defesa com uma boa estatura, principalmente a Lígia, uma das mais altas da Liga Nacional. Esse grupo é forte defensivamente. É uma equipe bastante tradicional, o que, muitas vezes, pode pesar a favor delas”, lembra Jorge.

A atleta citada por Jorge é Lígia Costa, de 18 anos e 1,93m. A carioca do Rio de Janeiro (RJ) já integrou a Seleção Adulta para amistosos e etapas de treinamentos, sob o comando do técnico dinamarquês Morten Soubak. Mesmo sendo uma das mais novas da equipe de Caxias do Sul (RS), a estatura é um diferencial importante para ela. “Para mim, uma das vantagens é a facilidade no chute de nove metros. Na defesa, consigo bloquear o chute de fora. Se eu estiver de pivô e alguém do meu time jogar a bola alta, é difícil para o marcador me pegar, então isso acaba prejudicando o adversário”, explicou a jovem, campeã do Pan-Americano Juvenil, em Fortaleza (CE), no mês de abril, sétima colocada no Mundial Juvenil, na Macedônia, em julho e agosto deste ano, além do quarto lugar nos Jogos Olímpicos da Juventude, na China.

Para a armadora esquerda, o jogo contra o Força Atlética (GO) promete ser difícil. “Elas têm como diferencial a armação e a agilidade das atletas”, concluiu Lígia, que segue para Goiânia (GO) na tarde desta quarta-feira (19).

Quando se encontraram na Copa do Brasil, em maio, a vantagem foi das gaúchas, que venceram por 26 a 22.

Além de Força Atlética/Governo de Goiás/Estácio de Sá (GO) e Apahand/UCS/Caxias do Sul (RS), o grupo A conta ainda com Metodista/São Bernardo (SP), Vila Olímpica/Manoel Tubino/FAB (RJ) e Santa/Feevale/Novo Hamburgo (RS). A competição está na etapa classificatória e os quatro melhores de cada chave avançam para as quartas de final. As semifinais e finais serão realizadas em dezembro e terão transmissão dos canais SporTV.

Jogo desta quinta-feira (20)
Liga Nacional Feminina
Etapa classificatória
Chave A
20h: Força Atlética/Governo de Goiás/Estácio de Sá (GO) x Apahand/UCS/Caxias do Sul (RS),
Ginásio do Colégio da Polícia Militar Hugo de Carvalho Ramos, na Avenida E, quadra B11, número 600, em Goiânia (GO)

Anúncios