Marcela Ehalt, de Blumenau (SC)

Marcela Ehalt, de Blumenau (SC)

Supergasbrás/UNC/Concórdia (SC) e Blumenau/FURB (SC) fazem clássico catarinense nesta quinta-feira (13), às 20h, pela Liga Nacional Feminina de Handebol. Além do duelo entre os times do Sul, a Vila Olímpica/Manoel Tubino/FAB (RJ) recebe o Santa/Feevale/Novo Hamburgo (RS), no Centro Esportivo Miécimo da Silva, no Rio de Janeiro (RJ), para o jogo que será às 19h, válido pela chave A. Pelo mesmo grupo, mas às 20h, Metodista/São Bernardo (SP) e Apahand/UCS/Caxias do Sul (RS) se enfrentam no Ginásio de Handebol Vitório Zanon, o Baetão, em São Bernardo do Campo (SP). Pelo grupo B, às 19h30, Cascavel/FAG/Caio (PR) e Santo André (SP) lutam por pontos na tabela no Ginásio Sérgio Mauro Festugato, em Cascavel (PR). A competição feminina está na primeira fase.

Concórdia (SC) e Blumenau (SC) se conhecem bastante. Ambas de Santa Catarina, as duas estão acostumadas a se enfrentar em competições regionais e nacionais, geralmente figurando entre os finalistas. Na última edição da Liga Nacional, Concórdia (SC) levantou a taça, enquanto Blumenau (SC), que já foi seis vezes vice-campeã, ficou com o bronze. Já na Copa Brasil deste ano, em maio, os times fizeram uma final emocionante, com vitória de Concórdia (SC) por apenas um gol de diferença. Por todo o retrospecto, ambos os técnicos apostam em uma partida forte e equilibrada.

“Acredito que Blumenau seja um dos nossos adversários mais fortes na chave. Nós nos conhecemos bem e, por isso, sempre temos que criar situações diferentes de jogo. Acho que será uma partida em aberto do início ao fim, mas, é claro, que iremos com o intuito de vencer”, analisou o técnico de Concórdia (SC), Alexandre Schneider.
239414_454811_grd_0000006595
Para esta edição, Concórdia (SC) conta com novidades no elenco, como as contratações da armadora Sílvia Helena e da pivô Fernanda Rigo. Segundo o treinador, a equipe está se entrosando mais a cada jogo. “Nós estamos apresentando um bom trabalho, mas ainda temos que melhorar. De um modo geral, estamos em um momento positivo”, completou Schneider.

Na estreia da Liga Nacional Feminina, em outubro, Concórdia (SC) venceu Blumenau (SC) por 24 a 21, mesmo fora de casa. Para Sérgio Graciano, comandante de Blumenau (SC), agora é hora da ‘revanche’. “Queremos dar o troco em Concórdia”, brincou. “Como na última vez que nos encontramos, acho que esse também será um duelo equilibrado. Já jogamos várias vezes na casa deles, sabemos da força que a torcida tem, mas as meninas estão acostumadas”, finalizou Graciano.

Liga Nacional Feminina
Etapa classificatória

Chave A
19h – Vila Olímpica/Manoel Tubino/FAB (RJ) x Santa/Feevale/Novo Hamburgo (RS)
Centro Esportivo Miécimo da Silva, na Rua Olinda Elis, 488, Campo Grande, no Rio de Janeiro (RJ)

20h – Metodista/São Bernardo (SP) x Apahand/UCS/Caxias do Sul (RS)
Ginásio de Handebol Vitório Zanon, o Baetão, na Rua Armando Ítalo Setti, S/N, em São Bernardo do Campo (SP)

Chave B
19h30 – Cascavel/FAG/Caio (PR) x Santo André (SP)
Ginásio Sérgio Mauro Festugato, na Rua Barão do Cerro Azul, 484, em Cascavel (PR)

20h – Supergasbrás/UNC/Concórdia (SC) x Blumenau/FURB (SC)
Ginásio da UNC, na Rua Vítor Sopelsa, 3000, Salete, em Concórdia (SC)

Anúncios