Arquivos para categoria: Seleção Brasileira Feminina

O Brasil estará mais uma vez entre a elite do handebol feminino. De 4 a 13 de outubro, a Seleção campeã mundial estará na Dinamarca, onde disputa o torneio Golden League com a equipe da casa, Noruega e França. Para o desafio, o técnico Morten Soubak contará com 20 atletas, a maioria que fez parte da companha histórica do Brasil na Sérvia e outras jogadoras que têm sido convocadas nas últimas fases.

Jéssica Oliveira é uma das goleiras convocadas

Jéssica Oliveira é uma das goleiras convocadas

Os jogos serão nos dias 9, 11 e 12. Primeiro, as brasileiras enfrentam a Noruega, depois a Dinamarca e, por último a França. O desafio faz parte da preparação da equipe para os compromissos do próximo ano, que incluem os Jogos Pan-Americanos de Toronto e o Mundial, que será disputado também na Dinamarca, em dezembro, além é claro, do caminho para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

Para Mayara Moura, Elaine Gomes e Karol Souza, que atuam pelo clube dinamarquês Nykobing, este será um momento diferenciado. “Nós ficamos super empolgadas com a convocação e o pessoal do time ficou super feliz por nós. Nos perguntam muito sobre as datas, horários, se tem ingresso. Todos estão muito empolgados para ver esse torneio com seleções tão fortes”, contou Mayara. “É incrível como gostam dos brasileiros e até comentam que além de ser um torneio forte, querem ver a Seleção atual campeã do Mundo. Na Dinamarca vivem o handebol como os brasileiros vivem o futebol, é muito bom ver que as pessoas entendem do esporte, conhece as jogadoras, torcem loucamente. A torcida do nosso time inclusive é uma das mais fanáticas e apaixonadas que já vi até hoje”, acrescentou a paranaense.

Mayara Moura, central que atua em clube dinamarquês

Mayara Moura, central que atua em clube dinamarquês

Ela ressalta a importância dos jogos de alto nível para a preparação da equipe para os próximos campeonatos, incluindo o Mundial que será disputado no próprio País. “Acho que vai ser muito bom esse torneio para nós. Competir com seleções de alto nível é super importante para a preparação visando ao Mundial e às Olimpíadas, já que não temos mais competições oficiais este ano. Para todas nós será muito legal sentir essa energia dos torcedores dinamarqueses. Pelo carinho que eles demonstram com os brasileiros, acho até que podemos conquistar a torcida de alguns nesse torneio”, brincou a central.

Seleção Brasileira Feminina – Convocadas

Goleiras: Bárbara Arenhart (Baia Mare-Romênia), Jéssica Oliveira (Supergasbras/UNC/Concórdia-SC) e Mayssa Pessoa (Bucharest-Romênia).

Pontas: Alexandra Nascimento (Baia Mare-Romênia), Célia Costa Coppi (Metodista/São Bernardo-SP), Fernanda França (Bucharest-Romênia), Jéssica Quintino (MKS Selgros Liblin-Polônia) e Samira Pereira da Silva Rocha (OGC Nice-França).

Armadoras: Amanda Claudino de Andrade (Supergasbras/UNC/Concórdia-SC), Deonise Fachinello (Bucharest-Romênia), Eduarda Amorim (Gyori Audi ETO KC-Hungria), Karoline Souza (Nykobing F-Dinamarca) e Patrícia Batista da Silva Parolin (Vila Olímpica Manoel Tubino/FAB-RJ).

Centrais: Ana Paula Rodrigues Belo (Bucharest-Romênia) e Mayara Fier de Moura (Nykobing F-Dinamarca).

Pivôs: Daniela de Oliveira Piedade (Siofok KC-Hungria), Elaine Gomes Barbosa (Nykobing F-Dinamarca), Fabiana carvalho Diniz (HBC Nantes-França) e Tamires Morena Lima de Araújo (Vila Olímpica Manoel Tubino/FAB-RJ).

Comissão técnica

Técnico: Morten Soubak
Supervisora: Rita Orsi
Assistente técnico: Alex Aprile
Psicóloga: Alessandra Dutra
Fisioterapeuta: Marina Calister
Massoterapeuta: Aparecida Rocha Pereira
Nutricionista: Júlia do Vale Bargieri

10

Célia Costa Coppi

Célia Costa Coppi

A população de Maceió (AL) recebeu com todo carinho a Seleção Brasileira Feminina de Handebol, que retribuiu essa torcida e deu um show no Ginásio Santa Madalena Sofia. As atuais campeãs do Mundo fizeram bonito e venceram os dois amistosos que disputaram com a Argentina na capital alagoana. O primeiro, na quinta-feira (19), foi finalizado em 25 a 14. Já neste sábado (19), o placar foi mais elástico, com 19 gols à frente.

O jogo de hoje foi de domínio total das donas da casa. As brasileiras trabalharam com velocidade e fizeram bem as jogadas no ataque. A defesa também mostrou sua qualidade e contou com uma ótima atuação da goleira Jéssica Oliveira. Aos trinta minutos de partida, o placar marcava 15 a 7 para o Brasil. O segundo tempo seguiu forte e as brasileiras mostraram, mais uma vez, porque são as número 1 do Planeta. As argentinas até tentaram reagir, mas não conseguiram e, enquanto isso, a vantagem brasileira só aumentava. Quando o árbitro deu o apito final, o placar mostrava 33 a 14.

Elaine Gomes

Elaine Gomes

Os dois amistosos e a fase de treinamento em Maceió (AL) agradaram ao técnico Morten Soubak, que destacou a importância desse período para os compromissos que a equipe terá em 2015. “Essa foi mais uma etapa produtiva e estou contente com os dois amistosos, principalmente porque colocamos em prática o que treinamos. Para nós, foi uma felicidade jogar no Brasil. Na partida de hoje, experimentamos uma defesa diferente e isso contribuiu para esse placar”, afirmou o dinamarquês.

Eduarda Amorim

Eduarda Amorim

Eleita a melhor atleta do Mundial da Sérvia, no ano passado, a armadora esquerda Eduarda Amorim, a Duda, também ficou satisfeita com o que a equipe apresentou dentro de quadra e com o apoio da torcida local. “Hoje fizemos um jogo de mais qualidade e saímos com um sentimento ainda melhor. É gostoso receber todo esse carinho. Isso faz a gente ter certeza de que o nosso esforço vale a pena. Fomos bem recebidas por todos da cidade e o ginásio lotou nas duas partidas, com pessoas que gostam do handebol de verdade. Só temos a agradecer”, ressaltou.

Jéssica Oliveira

Jéssica Oliveira

Para a pivô Elaine Gomes, essa fase teve uma sensação mais do que especial. A etapa foi a última da atleta antes de se apresentar no Nykøbing F. Håndboldklub, clube da Dinamarca. Além disso, estar em Alagoas fez com que ela se sentisse em casa. “Eu vim empolgada demais para essa fase, porque sabia que seria assim, com esse carinho todo. Estou muito feliz”, comemorou a atleta de 22 anos, natural de Fortaleza (CE).

Fernanda França da Silva foi a artilheira, com cinco gols

Fernanda França da Silva foi a artilheira, com cinco gols

O amistoso com a Argentina fechou a fase de treinamento que as brasileiras fizeram em Maceió (AL), desde o último domingo (13). Foi uma semana importante, que deu sequência ao trabalho que a equipe tem feito já para os compromissos futuros. Neste ano, o Brasil não tem mais competições oficiais na categoria, mas já trabalha para os de 2015, como o Pan-Americano de Seleções, os Jogos Pan-Americanos e o Mundial.

Gols do Brasil: Fernanda (5), Alexandra (4), Célia (4), Eduarda (4), Francielle (4), Amanda (2), Ana (2), Fabiana (2), Mayara (2), Deonise (1), Elaine (1), Patricia (1) e Tamires (1).

Seleção Brasileira Feminina

Goleiras – Bárbara Arenhart (Baia Mare-Romênia), Jéssica Oliveira (Supergasbras/UNC/Concórdia-SC) e Mayssa Pessoa (Bucarest-Romênia).

Pontas – Alexandra Nascimento (Baia Mare-Romênia), Célia Costa Coppi (Metodista/São Bernardo-SP), Fernanda França (Bucarest-Romênia) e Jéssica Quintino (MKS Lublin-Polônia).

Armadoras – Amanda Andrade (Supergasbras/UNC/Concórdia-SC), Deonise Fachinello (Bucarest-Romênia), Eduarda Amorim (Györi Audi ETO-Hungria), Karoline de Souza (Nykøbing F. Håndboldklub-Dinamarca) e Patricia Batista da Silva (FAB/Vila Olímpica/Manuel Tubino-RJ).

Centrais – Ana Paula Rodrigues Belo (Bucarest-Romênia), Francielle Gomes da Rocha (Hypo Nö-Áustria) e Mayara Fier de Moura (Nykøbing F. Håndboldklub -Dinamarca).

Pivôs – Elaine Gomes Barbosa (Nykøbing F. Håndboldklub-Dinamarca), Fabiana Carvalho Diniz (Nantes L.A.-França) e Tamires Morena Lima de Araújo (FAB/Vila Olímpica/Manuel Tubino-RJ).

Comissão técnica
Técnico: Morten Soubak
Auxiliar técnico: Alex Aprile
Supervisora: Rita Orsi
Psicóloga: Alessandra Dutra
Fisioterapeuta: Marina Calister
Massoterapeuta: Aparecida Alves
Nutricionista: Júlia Bargieri

 

Um espetáculo dentro e fora de quadra. Assim pode ser resumido o amistoso entre a Seleção Brasileira Feminina de Handebol e a da Argentina, no Ginásio Santa Madalena Sofia, em Maceió (AL), na noite desta quinta-feira (17). As brasileiras saíram com a vitória e ainda puderam contar com o apoio de uma torcida animada, que vibrou a cada jogada e não perdeu a chance de ver de perto as atuais campeãs do Mundo.

Alexandra Nascimento foi a artilheira

Alexandra Nascimento foi a artilheira

Na etapa inicial do amistoso, o Brasil aproveitou de contra-ataques para partir para o gol adversário, mas pecou nas finalizações. Com as duas Seleções fortes na defesa, o placar fechou em 9 a 7 para as brasileiras. Já no segundo tempo, a equipe da casa entrou com outro ritmo, abusou de jogadas precisas e abriu uma diferença maior no marcador. A partida foi finalizada em 25 a 14.

Eduarda Amorim

Eduarda Amorim

“Nós apresentamos alguns erros técnicos no primeiro tempo, mas no segundo conseguimos minimizar. Fomos mais efetivos e isso nos ajudou a abrir uma boa vantagem no placar. Foi uma boa partida e importante também para avaliarmos o trabalho que a gente vem feito”, afirmou o técnico Morten Soubak.

Deonise Fachinello

Deonise Fachinello

Artilheira do confronto com seis gols, a ponta direita Alexandra Nascimento acredita que a equipe estava um pouco ansiosa no começo, o que dificultou o primeiro tempo. “Todas nós estávamos com muita vontade de ganhar e isso fez com que ficássemos um pouco ansiosas. No intervalo, conversamos e conseguimos voltar com a mesma alegria, só que mais concentradas”, disse.

Patricia Batista

Patricia Batista

Após o jogo, a torcida aproveitou para ficar mais perto das brasileiras, que retribuíram todo o carinho. Para a goleira Bárbara Arenhart, a Babi, o público fez toda a diferença. “É sempre bom ganhar, ainda mais quando estamos em casa, jogando para essa torcida tão especial, que gosta da gente. Eles foram espetaculares”, comemorou.

O próximo encontro entre as equipes será neste sábado (19), às 15h, novamente em Maceió (AL).

 

A Seleção Feminina de Handebol fez uma pausa nas atividades por uma boa causa. As atletas estiveram na Escola Padre Brandão Lima, em Maceió (AL), nesta quarta-feira (16), para participarem da entrega de mais um núcleo do projeto MiniHand. Elas se divertiram bastante durante as atividades e passaram um pouco do conhecimento para as crianças.

Seleção Brasileira Feminina está na capital alagoana para treinos e jogos

Seleção Brasileira Feminina está na capital alagoana para treinos e jogos

Seleção Feminina participou da entrega de mais um núcleo do MiniHand

Seleção Feminina participou da entrega de mais um núcleo do MiniHand

228253_418783_dsc09820 228253_418784_dsc09826

Escola Padre Brandão Lima, em Maceió (AL), contará com o programa

Escola Padre Brandão Lima, em Maceió (AL), contará com o programa

O MiniHand é o programa de iniciação de crianças de 7 a 13 anos no handebol, promovido pela Confederação Brasileira (CBHb), com apoio dos Correios e do Banco do Brasil, patrocinadores oficias da modalidade no País. São exercícios lúdicos, que visam a recreação. Por meio dessas atividades, elas desenvolvem coordenação, motricidade, educação do movimento, comportamento específico de jogo e fundamentos do handebol, além de socializar e adquirir experiências em grupo. Além de Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Distrito Federal já contam com núcleos.

A Seleção Feminina está na capital alagoana para uma fase de treinamentos e amistosos com a Seleção da Argentina, um nesta quinta-feira (17), às 19h, e outro no sábado (19), às 15h.

Seleção Brasileira Feminina

Goleiras – Bárbara Arenhart (Baia Mare-Romênia), Jéssica Oliveira (Supergasbras/UNC/Concórdia-SC) e Mayssa Pessoa (Bucarest-Romênia).

Pontas – Alexandra Nascimento (Baia Mare-Romênia), Célia Costa Coppi (Metodista/São Bernardo-SP), Fernanda França (Bucarest-Romênia), Jéssica Quintino (MKS Lublin-Polônia) e Samira Rocha (Mios Biganos Handball-França).

Armadoras – Amanda Andrade (Supergasbras/UNC/Concórdia-SC), Deonise Fachinello (Bucarest-Romênia), Eduarda Amorim (Györi Audi ETO-Hungria), Karoline de Souza (Nykøbing F. Håndboldklub-Dinamarca) e Patricia Batista da Silva Parolin (FAB/Vila Olímpica/Manuel Tubino-RJ).

Centrais – Ana Paula Rodrigues Belo (Bucarest-Romênia), Francielle Gomes da Rocha (Hypo Nö-Áustria) e Mayara Fier de Moura (Nykøbing F. Håndboldklub -Dinamarca).

Pivôs – Elaine Gomes Barbosa (Nykøbing F. Håndboldklub-Dinamarca), Fabiana Carvalho Diniz (Nantes L.A.-França) e Tamires Morena Lima de Araújo (FAB/Vila Olímpica/Manuel Tubino-RJ).

Os Correios e o Banco do Brasil são os patrocinadores oficiais do Handebol do Brasil. A ASICS é a marca oficial de material esportivo e a Penalty a fornecedora de bolas.

 

Mais um período de trabalho vai começar para a Seleção Brasileira Feminina de Handebol. Para aproveitar enquanto algumas atletas ainda não iniciaram a temporada na Europa, o técnico Morten Soubak irá se reunir com um grupo de 20 jogadoras em Maceió (AL), a partir do próximo domingo (13) até o dia 19. Será uma semana de atividades para dar sequência ao trabalho que a equipe, atual campeã mundial, tem feito já para as competições futuras. Em meio aos treinamentos, o grupo fará dois jogos com a Seleção da Argentina, um no dia 17 e outro no dia 19.

Morten Soubak, técnica da Seleção Feminina

Morten Soubak, técnica da Seleção Feminina

Uma das mais animadas com a fase de trenamento, certamente, é a ponta direita Jéssica Quintino, que retorna após seis meses de recuperação de uma cirurgia no ligamento cruzado anterior, que a tirou da disputa do Mundial da Sérvia.

“Estou muito feliz em poder retornar para a Seleção e me reencontrar com o grupo. Senti muita falta”, confessou a paulista que joga no MKS Lublin, da Polônia. “Estou um pouco ansiosa, como se fosse um recomeço para mim. Estou com muitas saudades de todos.”

A ponta direita conta que está quase totalmente recuperada, mas que se sente muito bem para seguir em frente e buscar novamente seu espaço dentro do grupo. “Estou completando seis meses de recuperação, me sinto muito bem e já estou fazendo tudo praticamente, mas ainda tenho que ter cuidado com alguns movimentos. Tenho que respeitar todas as etapas”, afirmou.

Jéssica Quintino está de volta ao grupo

Jéssica Quintino está de volta ao grupo

Os treinamentos irão contar com praticamente todas as atletas que conquistaram o ouro na Sérvia e mais algumas peças importantes que completam o grupo. Este ano, o Brasil não tem mais competições oficiais na categoria, porém, já trabalha para os compromissos de 2015 que são muitos, como o Pan-Americano de Seleções, os Jogos Pan-Americanos e o próximo Mundial, na Dinamarca.

Seleção Brasileira Feminina

Goleiras – Bárbara Arenhart (Baia Mare-Romênia), Jéssica Oliveira (Supergasbras/UNC/Concórdia-SC) e Mayssa Pessoa (Bucarest-Romênia).

Pontas – Alexandra Nascimento (Baia Mare-Romênia), Célia Costa Coppi (Metodista/São Bernardo-SP), Fernanda França (Bucarest-Romênia), Jéssica Quintino (MKS Lublin-Polônia) e Samira Rocha (Mios Biganos Handball-França).

Armadoras – Amanda Andrade (Supergasbras/UNC/Concórdia-SC), Deonise Fachinello (Bucarest-Romênia), Eduarda Amorim (Györi Audi ETO-Hungria), Karoline de Souza (Nykøbing F. Håndboldklub-Dinamarca) e Patricia Batista da Silva Parolin (FAB/Vila Olímpica/Manuel Tubino-RJ).

Centrais – Ana Paula Rodrigues Belo (Bucarest-Romênia), Francielle Gomes da Rocha (Hypo Nö-Áustria) e Mayara Fier de Moura (Nykøbing F. Håndboldklub -Dinamarca).

Pivôs – Daniela de Oliveira Piedade (Siófok HC-Hungria), Elaine Gomes Barbosa (Nykøbing F. Håndboldklub-Dinamarca), Fabiana Carvalho Diniz (Nantes L.A.-França) e Tamires Morena Lima de Araújo (FAB/Vila Olímpica/Manuel Tubino-RJ).

 

Samira Rocha, ponta esquerda

Samira Rocha, ponta esquerda

A Seleção Feminina de Handebol segue em ritmo acelerado de preparação para os importantes campeonatos que terá no próximo ano e, claro, para os Jogos Olímpicos de 2016. De 13 a 19 de julho, 20 atletas irão se encontrar para mais uma fase de treinamento, desta vez, em Maceió (AL). No mês passado, a equipe também fez treinamentos em Joinville (SC), onde disputou dois amistosos contra a Tunísia.

O técnico Morten Soubak convocou todas que estiveram na disputa do ouro na Sérvia, com exceção da central Deborah Hannah, que segue em recuperação, após cirurgia no joelho. Além das campeãs mundiais, estarão presentes outras importantes jogadoras que completam o grupo. As boas notícias são os retornos da ponta direita Jéssica Quintino, que se recuperava de uma cirurgia de ligamento cruzado, e da ponta esquerda Fernanda França, que não esteve na última fase também por conta de uma lesão.

Daniela Piedade, pivô

Daniela Piedade, pivô

Este ano, o Brasil não tem mais nenhuma competição oficial, porém, em 2015 terá a disputa do Pan-Americano da modalidade, dos Jogos Desportivos Pan-Americanos e do próximo Mundial, em dezembro, na Dinamarca.

Seleção Brasileira Feminina – Convocadas:

Goleiras
Bárbara Arenhart (Baia Mare-Romênia)
Jéssica Oliveira (Supergasbras/UNC/Concórdia-SC)
Mayssa Pessoa (Bucarest-Romênia).

Pontas
Alexandra Nascimento (Baia Mare-Romênia)
Célia Costa Coppi (Metodista/São Bernardo-SP)
Fernanda França (Bucarest-Romênia)
Jéssica Quintino (MKS Lublin-Polônia)
Samira Rocha (Mios Biganos Handball-França).

Armadoras
Amanda Andrade (Supergasbras/UNC/Concórdia-SC)
Deonise Fachinello (Bucarest-Romênia)
Eduarda Amorim (Györi Audi ETO-Hungria)
Karoline de Souza (Nykøbing F. Håndboldklub-Dinamarca)
Patricia Batista da Silva Parolin (FAB/Vila Olímpica/Manuel Tubino-RJ).

Centrais
Ana Paula Rodrigues Belo (Bucarest-Romênia)
Francielle Gomes da Rocha (Hypo Nö-Áustria)
Mayara Fier de Moura (Nykøbing F. Håndboldklub -Dinamarca).

Pivôs
Daniela de Oliveira Piedade (Siófok HC-Hungria)
Elaine Gomes Barbosa (Nykøbing F. Håndboldklub-Dinamarca)
Fabiana Carvalho Diniz (Nantes L.A.-França)
Tamires Morena Lima de Araújo (FAB/Vila Olímpica/Manuel Tubino-RJ).

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.